Show simple item record

dc.contributor.advisorDorneles, Beatriz Vargaspt_BR
dc.contributor.authorPereira, Clarissa dos Santospt_BR
dc.date.accessioned2020-07-04T03:50:58Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/211380pt_BR
dc.description.abstractEvidências mostram que muitos alunos com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) apresentam dificuldades escolares e que a área da expressão escrita, que inclui o desempenho ortográfico, é a mais prejudicada. Dois estudos foram realizados para atender o objetivo de analisar, a partir de tipos de erros ortográficos, a aquisição da escrita alfabética/ortográfica de estudantes com TDAH. A amostra dos estudos foi composta por estudantes de escolas públicas da região central da cidade de Porto Alegre. O primeiro estudo comparou o desempenho ortográfico de estudantes com e sem TDAH, de 3° ao 5° ano, a partir dos tipos de erros ortográficos cometidos em ditado de palavras. O desempenho médio de cada grupo foi avaliado através de classificação em subcategorias e categorias de erros, a partir dos seguintes efeitos: ano escolar, condição (ter ou não TDAH) e interação entre ano e condição. O desempenho de cada grupo também foi comparado com médias padronizadas de uma pesquisa anterior (MOOJEN, 2011). Os estudantes com TDAH de 3°, 4° e 5° ano apresentaram um maior número médio erros (significativo estatisticamente) no total de erros do ditado, nas categorias Conversor fonema/grafema, Regras contextuais simples e Irregularidades da língua, quando comparados com seus colegas sem TDAH. Os resultados de algumas subcategorias mostraram que, no grupo sem TDAH, há uma maior redução de erros, quando comparamos o desempenho conforme a evolução do ano escolar. Em relação às médias padronizadas, os alunos com TDAH tiveram rendimento inferior em todas as categorias e no desempenho geral. O segundo estudo comparou o desempenho ortográfico de estudantes com TDAH, de 5° e 6° com 7° e 8° anos, a partir dos tipos de erros ortográficos cometidos em ditado de palavras e produção textual. Uma distribuição por medianas e percentis, de cada grupo, foi avaliada através de classificação em subcategorias e categorias de erros. Os resultados mostraram que, os alunos em etapa escolar mais avançada, apresentaram melhor desempenho ortográfico quanto ao total de erros cometidos, nos dois instrumentos avaliados. Em algumas categorias e subcategorias isso não ocorreu. Análises por percentual de erros nas categorias, em cada um dos instrumentos, mostraram que, na comparação do ditado de palavras com a produção textual, os dois grupos escolares tiveram um maior percentual de erros na categoria Conversor fonema/grafema e menor em Irregularidades da língua. As evidências teóricas e empíricas discutidas nessa dissertação permitiram relacionar o percurso evolutivo da aquisição da escrita alfabética/ortográfica com o TDAH, mostrando os tipos de erros que os alunos com TDAH, dessa amostra, apresentaram ao longo do Ensino Fundamental. Ainda, mostrou que avanços na escolaridade nem sempre significam melhor desempenho ortográfico, quando instrumentos distintos de escrita, produzidos por alunos com TDAH, são avaliados.pt_BR
dc.description.abstractEvidence shows that many students with Attention-Deficit/ Hyperactivity Disorder (ADHD) present school difficulties and the area of written expression, which includes spelling performance, is the most impaired. Two studies were carried out in order to analyze, from types of orthographic errors, the acquisition of alphabetical/ orthographic writing of students with ADHD. The sample of the studies was composed of students from public schools in the central region of the city of Porto Alegre. The first study compared the orthographic performance of students with and without ADHD, from 3rd to 5th year, from the types of spelling mistakes made in word dictation. The average performance of each group was assessed through classification in subcategories and categories of errors, from the following effects: school year, condition (whether or not ADHD) and interaction between year and condition. The performance of each group was also compared with the results of Moojen (2011). Students with ADHD in grades 3, 4 and 5 had a higher average number of errors (statistically significant) in total dictation errors, in the phoneme/ grapheme converter and simple contextual rules and language irregularities categories, when compared to their colleagues without ADHD. The results of some subcategories showed that in the group without ADHD there is a greater reduction of errors, when we compare the performance according to the evolution of the school year. Regarding the standardized results, students with ADHD had lower achievement in all categories, just as well, overall performance. The second study compared the orthographic performance of students with ADHD, from 5th and 6th to 7th and 8th years, from the types of spelling mistakes made in word dictation and textual production. A distribution by means and percentiles of each group was assessed through classification in subcategories and categories of errors. The results showed that the students in the most advanced school stage presented better orthographic performance as to the total errors made, in the two assessed instruments. However, in some categories and sub-categories, this did not occur. Analysis by percentage of errors in the categories, in each of the instruments, showed that, in comparison of word dictation with textual production, the two school groups had a higher percentage of errors in the phoneme/grapheme converter category and lower in language irregularities. The theoretical and empirical evidences discussed in this dissertation allowed us to relate the evolutionary course of the acquisition of alphabetical/orthographic writing with ADHD, showing the types of errors that students with ADHD, on this sample, commit during the elementary school. In addition, it showed that advances in schooling do not always mean better performance in the typologies of errors, when different instruments of writing, produced by students with ADHD, are evaluated.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEducação especialpt_BR
dc.subjectADHDen
dc.subjectExpressive writingen
dc.subjectTranstorno de déficit de atençãopt_BR
dc.subjectSpellingen
dc.subjectEscritapt_BR
dc.subjectTypes of spelling errorsen
dc.subjectLíngua portuguesapt_BR
dc.titleDesempenho ortográfico de estudantes com TDAH : estudos sobre a tipologia de erros da língua portuguesapt_BR
dc.title.alternativeSpelling performance of students with ADHD : studies about types of spelling error from Portuguese languageen
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001026687pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record