Show simple item record

dc.contributor.advisorJaeger Junior, Augustopt_BR
dc.contributor.authorContieri, Bruna Leão Lopespt_BR
dc.date.accessioned2019-05-28T02:36:52Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/194629pt_BR
dc.description.abstractA persecução antitruste no Brasil, que vem em defesa da livre concorrência e, em última instância, busca a proteção do consumidor frente aos movimentos do mercado, está identificando novos desafios à medida que consolida sua estabilidade. A área cresceu sobremaneira nos últimos anos e passou a enfrentar, com auxílio do direito comparado, uma conduta que é mais conhecida pelo termo em inglês de Sham Litigation, que pode ser entendida como o abuso do direito de petição com efeitos concorrenciais ou, ainda, como litigância de má-fé. Sabendo que esta prática pode ser bastante nociva, é necessário consolidar bons parâmetros de demarcação entre a legitimidade e a ilegitimidade do acesso ao Poder Público pelo particular, seja via Legislativo, Executivo ou Judiciário. Nessa seara, o presente trabalho, por meio de pesquisa qualitativa na doutrina e na jurisprudência, vai analisar as bases dos conceitos de direito de petição, bem como do seu abuso, a fim de avaliar se existe uma relação entre o combate a este último e a manutenção do direito difuso a uma concorrência saudável.pt
dc.description.abstractAntitrust persecution in Brazil, which comes in defense of the freedom of competition and, ultimately, seeks the consumers’ protection before the market movements, is identifying new challenges as it consolidates its stability. This area got more important in the past few years and now faces, supported by compared law, a conduct largely known by its English name of Sham Litigation, which can be understood as the abuse of the right of petition with competition effects or still as bad faith litigation. Knowing that this practice can be harmful, it is necessary to build good standards of delimitation between what is legal and what is not in the matter of private persons accessing the Public Power, either through the Executive, Legislative or Judicial powers. In this realm, by means of qualitative research on the doctrine and on the case law, the present work aims at analyzing the foundations of the concepts of the right of petition as well its abuse in order to assess if there is a relation between the fight against this last one and the preservation of the right to have a sound competition environmenten
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDireito da concorrenciapt_BR
dc.subjectCompetition Lawen
dc.subjectSham Litigationen
dc.subjectAntitruste : Concorrenciapt_BR
dc.subjectDireito de petiçãopt_BR
dc.subjectBad faith litigationen
dc.subjectLitígiopt_BR
dc.subjectAbuse of the right of petitionen
dc.subjectAntitrusten
dc.titleAbuso do direito de petição com efeitos concorrenciaispt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001085933pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Direitopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.graduationCiências Jurídicas e Sociaispt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record