Show simple item record

dc.contributor.advisorKonzen, Lucas Pizzolattopt_BR
dc.contributor.authorPamplona, Roberta Silveirapt_BR
dc.date.accessioned2018-04-18T02:27:10Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/174829pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho discute a atuação dos docentes pela perspectiva de gênero no ensino jurídico brasileiro, mais especificamente no caso da Faculdade de Direito da UFRGS. O trabalho busca responder como as mulheres exerceram a docência em comparação aos homens no quinquênio 2012-2017, visto que é um período contemporâneo e de expansão da instituição analisada. A teoria do regime de gênero de Raewyn Connell e a teoria dos campos sociais de Pierre Bourdieu são utilizadas a fim de descrever a Faculdade de Direito como uma instituição genderizada que intersecciona as dinâmicas de dois campos sociais: o campo jurídico e o campo acadêmico. A investigação incluiu a coleta e a análise de documentos oficiais sobre a atuação dos docentes enfocando três aspectos: i) as trajetórias profissionais seguidas por mulheres e homens; ii) as disciplinas ministradas por mulheres e homens; e iii) os cargos de gestão ocupados por mulheres e homens. Demonstra-se que as atuações femininas são marcadas pelo maior investimento em um campo - o acadêmico ou o jurídico - em comparação às atuações masculinas que ocorrem com mais facilidade nos dois campos simultaneamente. Ademais, constatou-se uma maior participação masculina que feminina em disciplinas de ordem teórica e em disciplinas vinculadas mais diretamente à prática profissional. Por fim, os cargos de gestão foram ocupados preponderantemente por homens no período analisado.pt_BR
dc.description.abstractThis study examines faculty profiles and practices in a Brazilian law school from a gender perspective. The Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS), one of the highestranked law schools in the country, serves as case study. The main research question is: How do women professors participate in this space in comparison to male professors? This case was chosen based on the school’s quality and recent growth (2012-2017). In order to describe the law school as a gendered institution that is at the intersection of the legal and academic fields, Pierre Bourdieu's theory of social fields is employed, alongside the concept of gender regime from Raewyn Connell. Empirically, official documents are analyzed considering three aspects: i) the professional qualification of faculty members; ii) the courses taught by both genders; and iii) the power positions occupied by both genders. The research concludes that female faculty members tend to dedicate themselves to a single field (academic or professional). Male faculty members, in comparison, tend to work in both fields simultaneously. Moreover, male professors teach more theoretical and practical courses than their female counterparts, while also occupying more decision-making positions.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectLegal professionsen
dc.subjectTrabalho docentept_BR
dc.subjectGender relationsen
dc.subjectRelações de gêneropt_BR
dc.subjectLegal educationen
dc.subjectGender regimeen
dc.subjectSocial fieldsen
dc.titleO gênero da docência : a atuação das professoras da Faculdade de Direito da UFRGS (2012-2017)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001061701pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Direitopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.graduationCiências Jurídicas e Sociaispt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record