Show simple item record

dc.contributor.advisorHutz, Claudio Simonpt_BR
dc.contributor.authorNatividade, Jean Carlospt_BR
dc.date.accessioned2023-03-08T03:27:09Zpt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/255458pt_BR
dc.description.abstractDentre muitas abordagens de estudo sobre personalidade, uma delas fundamentou suas pesquisas em buscas em dicionários por palavras capazes de descrever diferenças individuais. Essas buscas direcionaram pesquisas que, atualmente, compreendem a estrutura da personalidade a partir de cinco grandes fatores. No processo de seleção de descritores representativos de características de personalidade, muitos termos concernentes à sexualidade não foram incluídos como marcadores de traços. Consequentemente, peculiaridades da sexualidade humana foram deixadas de fora de modelos explicativos sobre a personalidade. Contudo, diferenças individuais em características relacionadas à sexualidade são importantes na explicação de diversos fenômenos, sobretudo aqueles ligados a comportamentos e estratégias reprodutivas. Um estudo pioneiro conduzido nos EUA voltou-se aos termos em dicionários e encontrou sete dimensões explicativas das características da sexualidade humana. O objetivo desta tese foi mapear a estrutura das características da sexualidade a partir do idioma português do Brasil. Realizaram-se procedimentos de seleção de descritores de características relacionadas à sexualidade e obteve-se uma lista de 28 adjetivos que foram postos à prova empírica a fim de se elucidar uma estrutura subjacente. Dois estudos foram conduzidos sequencialmente, o primeiro, de caráter exploratório, evidenciou a emergência de sete dimensões explicativas da variação dos dados. O número e conteúdo das dimensões encontradas coincidiram com os achados dos EUA. No segundo estudo confirmou-se a estrutura de sete dimensões. As dimensões referem-se a: atratividade sexual, exclusividade em relacionamentos, orientação de gênero, restrição sexual, disposição erótica, investimento emocional, orientação sexual. Também se verificou que as dimensões da sexualidade configuram construtos independentes e não subordinados aos cinco grandes fatores de personalidade. Essas dimensões ainda revelaram significativo poder explicativo para a autoestima, além do já explicado pelos cinco grandes fatores. Os resultados avançam no mapeamento das diferenças individuais concernentes à sexualidade revelando que as sete dimensões podem representar características de importância generalizada para os seres humanos. As implicações da descoberta incluem a possibilidade de delinearem-se testes específicos para avaliação das características da sexualidade.pt_BR
dc.description.abstractAmong many approaches to the study of personality, one has based its search, in dictionaries, for words capable of describing individual differences. These searches guided research that, currently, comprises the structure of personality based on five big factors. In the process of selecting descriptors that were representative of the characteristics of personality, many terms concerning sexuality were not included as trait markers. Consequently, quirks of human sexuality were left out of the explanatory models of personality. However, individual differences in sexuality related characteristics are relevant to the explanation of many phenomena, especially those related to reproductive behaviors and strategies. A pioneering study conducted in the USA turned to the terms in the dictionaries and found seven dimensions, which explained characteristics of human sexuality. The aim of the present thesis was to map the structure of sexuality based on the Brazilian Portuguese language. The selection of descriptors resulted in a list of 28 adjectives, which were put to empirical test to elucidate an underlying structure. Two sequential studies were conducted. The first was exploratory, and resulted in the emergence of seven dimensions that explained the variation in the data. The number and content of the emerging dimensions coincided with the findings from the USA. In the second study, the seven-dimension structure was confirmed. The dimensions refer to sexual attractiveness, exclusivity in relationships, gender orientation, sexual restriction, erotic disposition, emotional investment, and sexual orientation. Additionally, the findings show that the sexuality dimensions constitute independent constructs that are not subject to the big five personality factors. There is also evidence that these dimensions can significantly explain self-esteem, beyond the big five factors. The results advance in mapping individual differences concerning sexuality and revealing that the seven dimensions can represent characteristics of generalized importance to human beings. The implications of this finding include the possibility of designing tests to evaluate specifically sexuality characteristics.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectPersonality traitsen
dc.subjectPsicometriapt_BR
dc.subjectPsychological testsen
dc.subjectTraços de personalidadept_BR
dc.subjectMedidas projetivas da personalidadept_BR
dc.subjectPersonality measuresen
dc.subjectSexualidadept_BR
dc.subjectSexualityen
dc.subjectDescritorespt_BR
dc.titleCaracterísticas pessoais concernentes à sexualidade e relações com os Cinco Grande Fatores de Personalidadept_BR
dc.typeTesept_BR
dc.identifier.nrb000945436pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Psicologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2014pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record