Show simple item record

dc.contributor.advisorPereira, Maria João Veloso da Costa Ramospt_BR
dc.contributor.authorLobato, Isadora Braunerpt_BR
dc.date.accessioned2020-08-14T03:40:34Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/212917pt_BR
dc.description.abstractTadarida brasiliensis (morcego-brasileiro-de-cauda-livre) é uma espécie amplamente distribuída no Hemisfério Ocidental, muito abundante e exclusivamente insetívora. Desempenha importante serviço ecossistêmico relacionado ao controle de pragas. Entretanto, por ter se adaptado com grande êxito ao ambiente antrópico, frequentemente a sua presença está associada a conflitos com populações humanas. Pouco se sabe sobre suas demandas quanto à utilização de abrigos no hemisfério sul, o que impossibilita o manejo adequado da espécie quando necessário. O objetivo deste trabalho foi avaliar a ocupação diferencial de abrigos antrópicos de T. brasiliensis durante a estação reprodutiva, em relação ao microclima, características dos abrigos e da paisagem em redor do abrigo, no extremo sul do Brasil. O trabalho foi realizado durante a primavera e o verão entre os anos de 2015 e 2018 no município de Capão do Leão (RS, Brasil), no Bioma Pampa. Foram realizadas contagens do número de indivíduos em 26 abrigos durante a emergência dos morcegos ao anoitecer através de filmagens com câmeras de infravermelho e de contagens visuais diretas. As capturas dos indivíduos foram realizadas em 11 abrigos com redes de neblina e uma armadilha de harpa. Foram analisadas cinco variáveis de microclima, sete de características dos abrigos e três de paisagem em torno do abrigo (raio de 100 metros). Em cada escala foram construídos modelos lineares combinando-se todas as variáveis coletadas, sendo os modelos comparados através do AICc; quando mais de um modelo apresentou valor de AICc < 2 foi construído um modelo médio. Nossos resultados demonstraram que existe ocupação diferencial dos abrigos, e que o número de indivíduos e a razão sexual são influenciados pelas características estruturais dos abrigos e pela paisagem no entorno. Entretanto, não parece haver ocupação diferencial dos abrigos em relação ao microclima. O tipo de abrigo e o material do forro pareceram ser as variáveis mais importantes para a formação de colônias maiores. Abrigos localizados no forro, e com revestimento de laje e madeira parecem comportar colônias maiores. Fêmeas demonstraram ser mais seletivas, ocupando preferencialmente abrigos sem perturbação humana e com menor quantidade de vegetação obstruindo a saída do abrigo, o que está potencialmente relacionado com a acessibilidade desses locais. Abrigos com maior número de indivíduos foram associados a maior proporção de áreas abertas. A mesma relação foi demonstrada para a proporção de fêmeas. Esses resultados indicam que há ocupação diferencial de abrigos de T. brasiliensis. Isto pode indicar que há seletividade com intensidades diferentes entre 8 machos e fêmeas da espécie. Sugerimos que, a partir do entendimento da dinâmica das colônias da espécie, seja planejada a criação de abrigos alternativos, visando a conservação e a diminuição de potenciais conflitos com as populações humanas.pt_BR
dc.description.abstractThe Brazilian free-tailed bat (Tadarida brasiliensis) is widely distributed in the Western Hemisphere, very abundant and exclusively insectivorous. This species performs an important ecosystem service related to pest control. However, because it has adapted with great success to anthropogenic environments, conflicts with human populations are common. Little is known about their roosts preferences in the southern hemisphere, making it difficult to properly manage the species when necessary. Here, our objectives were to evaluate the differential occupation of roosts by T. brasiliensis during the reproductive season, in relation to microclimate, roost characteristics and landscape bordering the roost, in the extreme south of Brazil. The field study was done during the spring and summer between 2015 and 2018 in Capão do Leão (RS, Brazil), Pampa Biome. Bats were counted in 26 roosts during their emergence at dusk through infrared camera footage and direct visual counts. Bats were captured in 11 roosts with mist nets and a harp trap. Five microclimate variables, seven roost characteristics and three attributes of the landscape around the roost (100 meter radius) were analyzed. In each scale, linear models were constructed combining all the variables collected, and models were compared through the AICc; when more than one model had AICc < 2 an average model was built. Our results showed that there is differential occupation of the roosts, and that the number of individuals and the sex ratio are influenced by the characteristics of the roost and of the contiguous landscape. However, there seems to be no differential occupation of roosts in relation to temperature or humidity. Roost type and lining material seem to be the most important variables for the formation of larger colonies. Roosts located in the liner, and with slab and wood cover appear to harbour larger colonies. Females seem to be more selective, preferentially occupying roosts without human disturbance and with less vegetation obstructing the exit of the roost, which is probably related to the accessibility 9 of these sites. Roosts harboring larger number of individuals were associated to greater proportion of open areas. The same relation was demonstrated for the proportion of females. These results indicate that there is differential occupation of roosts by T. brasiliensis, and distinct between males and females. We suggest that, based on the understanding of the dynamics of the colonies, alternative roosts should be made available, aiming the conservation of the species and the reduction of potential conflicts.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectTadarida brasiliensispt_BR
dc.subjectLandscapeen
dc.subjectMicroclimateen
dc.subjectMorcegos : Abrigospt_BR
dc.subjectFauna sinantrópicapt_BR
dc.subjectRoost ecologyen
dc.subjectRoosts in buildingsen
dc.subjectRoost selectionen
dc.subjectUrban roostsen
dc.titleEstrutura populacional e ocupação diferencial de abrigos antrópicos por Tadarida brasiliensis (Chiroptera: Molossidae) durante a época reprodutiva no sul do Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coRui, Ana Mariapt_BR
dc.identifier.nrb001113700pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ecologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record