Show simple item record

dc.contributor.advisorCassini, Aline Schillingpt_BR
dc.contributor.advisorSarkis, Julia Ribeiropt_BR
dc.contributor.authorRosário, Henrique Fiegenbaum dopt_BR
dc.date.accessioned2019-10-10T03:49:49Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/200377pt_BR
dc.description.abstractO mamão (Carica papaya L.) é um dos frutos tropicais mais cultivados no Brasil, gerador de recursos e empregos diversos. Assim como outros frutos, sua casca e semente são subaproveitadas pela indústria de processamento de alimentos, sendo principalmente utilizadas como insumos para ração animal. Esses subprodutos são dotados de macronutrientes básicos essenciais para a alimentação humana (lipídios, proteínas, fibras alimentares e carboidratos) e de compostos naturais de alto valor agregado (vitamínicos e antioxidantes), que podem trazer uma série de benefícios na ingestão. Visando à minimização dos impactos decorrentes do desperdício de fontes de nutrientes na indústria de alimentos e à adoção de práticas sustentáveis que incitem o reaproveitamento de resíduos, neste trabalho foram determinadas a composição centesimal e o conteúdo de fenólicos totais das farinhas de sementes de mamão das duas variedades mais comercializadas no país (papaia e formosa). Os experimentos mostraram que a farinha de semente de mamão papaia possui, em média e em base engordurada, 2,73% de umidade, 61,73 de lipídios, 27,91% de proteína bruta, 18,1% de fibras alimentares, 7,99% de cinzas 492,55 mg EAG/100 g, bs de compostos fenólicos totais , enquanto que a farinha de semente de mamão formosa demonstrou conter, em média, 2,82% de umidade, 26,21% de lipídios, 26,92% de proteínas, 35,2% de fibras alimentares, 8,15% de cinzas, 0,7% de carboidratos digeríveis (por diferença) e 347,99 mg EAG/100 g, bs de compostos fenólicos totais. A análise do teor de fibras foi realizada com a amostra desengordurada (pré-requisito para proceder à análise) obtida após exaustão da farinha resultante da análise de lipídios. Uma análise comparativa permite inferir que existem diferenças significativas entre as sementes no que diz respeito aos teores de lipídios, fibras alimentares e compostos fenólicos totais presentes. Os teores estimados condizem em grande parte com os estimados pela literatura e se configuram superiores em alguns macronutrientes se comparados a frutas análogas, o que preconiza e alavanca a necessidade de maiores investigações acerca do potencial aproveitamento dessas sementes em grande escala.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEngenharia químicapt_BR
dc.subjectMamãopt_BR
dc.subjectCompostos fenólicospt_BR
dc.subjectNutrientespt_BR
dc.subjectSementept_BR
dc.titleCaracterização de farinhas de sementes de mamão papaia e formosapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001101628pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.graduationEngenharia Químicapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record