Mostrar el registro sencillo del ítem

dc.contributor.advisorToassi, Ramona Fernanda Ceriottipt_BR
dc.contributor.authorSouza, Renyelle Schwantes dept_BR
dc.date.accessioned2019-09-11T03:40:17Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/199096pt_BR
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: Esta pesquisa estuda a ‘aprendizagem compartilhada em serviços’. Tem como cenário a vivência em atividade de ensino inovadora da graduação em saúde, caracterizada pelo encontro de estudantes, professores, profissionais e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Integra projeto de pesquisa maior, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde, que analisou a percepção de estudantes, professores e gestor universitário em relação ao significado dessa experiência de ensino e seu potencial para a educação interprofissional (EIP). OBJETIVO: Compreender o significado da vivência em atividade de ensino integradora junto aos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) / Estratégia Saúde da Família (ESF) para a formação de estudantes de graduação da saúde, em uma universidade pública do sul do Brasil, na perspectiva de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e gestores. PERCURSO METODOLÓGICO: Trata-se de um estudo de caso de abordagem qualitativa, cujo campo de investigação foi a atividade de ensino integradora dos cursos da saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A produção de informações foi constituída pela realização de entrevistas individuais com roteiro semiestruturado e análise documental (plano de ensino e produções sobre a atividade de ensino). Participaram das entrevistas ACS e gestores dos serviços de saúde. A amostra foi intencional. Para os ACS e coordenadores das USF, o tamanho da amostra foi definido pelo critério da saturação e densidade do material textual produzido (n=20). As informações foram interpretadas pela análise temática de conteúdo de Bardin com o apoio do software ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis). Estudo teve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFRGS e da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. RESULTADOS: Na percepção de ACS e gestores, a atividade de ensino integradora é uma vivência de reconhecimento de territórios geográficos-relacionais, constituídos por pessoas em seus contextos de vida, aliado à possibilidade de ‘aprender juntos’, ‘sobre’ e ‘com’ diferentes profissões, dialogando, conhecendo e valorizando o papel de cada profissão, que busca contribuir com a formação de profissionais mais colaborativos e qualificar a atenção à saúde. Destaca-se o protagonismo dos ACS no desenvolvimento da atividade, os quais ressaltam o interesse do grupo em aprender sobre o seu trabalho. A potência dessa atividade integradora como expressão de uma iniciativa de educação interprofissional (EIP) na graduação foi reforçada pelos ACS e gestores, por possibilitar momentos de troca, discussões e interações (comunicação interprofissional) que permitiram o aprender com o outro, a clareza dos papéis profissionais em uma equipe, o respeito à opinião do outro, reconhecendo e valorizando o trabalho das diferentes profissões, buscando um caminho em comum para o trabalho colaborativo em saúde. Desafios para a consolidação da proposta incluem barreiras geográficas e violência nos territórios; número de integrantes do grupo de tutoria; demanda de trabalho dos profissionais da equipe, especialmente os ACS, que também recebem estudantes de graduação em estágios curriculares e residentes; pouco tempo para a vivência; rotatividade dos profissionais da equipe e professores-tutores sem vivência de práticas na APS. PRODUTO: Foi desenvolvida uma história em quadrinhos (HQ) com o objetivo de divulgar a atividade integradora, resultados de pesquisas e temas relacionados, a fim de extrapolar os limites da universidade. O público-alvo são estudantes de graduação e professores, além de usuários e profissionais do SUS. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Atividades de ensino integradoras de ‘pessoas, currículos e profissões’ junto aos serviços do SUS tem potencial para promover aprendizagens interprofissionais na graduação, formando profissionais mais colaborativos e qualificando a atenção à saúde. Ressalta-se a importância do apoio institucional e o papel da gestão dos serviços nesta construção.pt_BR
dc.description.abstractINTRODUCTION: This research studies 'shared learning in services'. Its background is the experience in innovative teaching activity of health graduation, characterized by the meeting of students, teachers, professionals and users of the Unified Health System (SUS). It integrates a larger research project, linked to the Post-Graduate Program in Health Teaching, which analyzed the perception of students, teachers and University manager regarding the meaning of this teaching experience and its potential for interprofessional education (IPE). OBJECTIVE: To understand the meaning of the experience in integrative teaching activity at Primary Health Care (PHC) / Family Health Strategy for the training of undergraduate health students at a public university in the south of Brazil, in the perspective of Community Health Workers (CHW) and managers. METHODOLOGY: This is a case study of a qualitative approach, whose field of research was the integrative teaching activity of the health courses of the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). The production of information was constituted by the accomplishment of individual interview with semi-structured script and documental analysis (teaching plan and productions about the teaching activity). Participants in the interviews were ACS and managers of the health services. The sample was intentional. For CHW and USF coordinators, the sample size was defined by the saturation and density criterion of the produced textual material (n = 20). The information was interpreted by the thematic content analysis of Bardin with the support of ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis) software. This study was approved by the Research Ethics Committee of UFRGS and the Municipal Government of Porto Alegre. RESULTS: In the perception of CHW and managers, integrative teaching activity is an experience of recognition of geographical-relational territories, made up of people in their life contexts, combined with the ability to 'learn together', 'on' and 'with' different professions, dialoguing, knowing and valuing the role of each profession, which seeks to contribute to the formation of more collaborative professionals and qualify health care. It is important to emphasize the role of CHW in the development of the activity, which highlights the group's interest in learning about their work. The power of this integrative activity as an expression of an interprofessional education initiative in the undergraduate program was reinforced by the CHW and managers, for enabling moments of exchange, discussions and interactions (interprofessional communication) that allowed learning from each other, clarity of roles professionals in a team, respect for the opinion of the other, recognizing and valuing the work of the different professions, seeking a common path for collaborative work in health. Challenges to the consolidation of the proposal includes geographical barriers and violence in the territories; number of members of the tutoring group; work demands of team members especially the CHW, who also receives undergraduate students in curricular and resident placements; little time for living; rotation of the members of the team and teachers-tutors without practice experience in the PHC. PRODUCT: A comic book story (HQ) was developed with the purpose of disseminating the integrative activity, research results and related topics, in order to extrapolate the limits of the university. The target audience are undergraduate students and teachers, as well as SUS users and professionals. FINAL CONSIDERATIONS: Inclusive education activities of 'people, curricula and professions' with SUS services have the potential to promote interprofessional learning at the undergraduate level, forming more collaborative professionals and qualifying health care. The importance of institutional support and the role of service management in this construction is highlighted.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAgentes comunitários de saúdept_BR
dc.subjectRelações interprofissionaispt_BR
dc.subjectSistema Único de Saúdept_BR
dc.subjectEducação superiorpt_BR
dc.subjectEducação em saúdept_BR
dc.subjectCurrículopt_BR
dc.titleIntegrando pessoas, currículos e profissões : significados da experiência de aprendizagem compartilhada da graduação na perspectiva de agentes comunitários de saúde e gestorespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001096701pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ensino na Saúdept_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.levelmestrado profissionalpt_BR


Ficheros en el ítem

Thumbnail
   

Este ítem está licenciado en la Creative Commons License

Mostrar el registro sencillo del ítem