Show simple item record

dc.contributor.advisorFonseca, Virginia Pradelina da Silveirapt_BR
dc.contributor.authorSilva, Lívia Guilhermano dapt_BR
dc.date.accessioned2019-08-30T02:35:42Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/198698pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa trata da identidade profissional de jornalistas na passagem do período industrial para o pós-industrial. Nosso propósito é entender mudanças e continuidades na identidade de profissionais que vivenciaram as transformações sociais, econômicas, culturais, tecnológicas e, consequentemente, no mundo do trabalho jornalístico entre o final do século 20 e o início do século 21. As mudanças, ainda em curso, provocam uma reconfiguração do ecossistema midiático: passamos de um período de limitações técnicas e predominância da produção jornalística em escala industrial para uma era em que produzir informação está ao alcance de todos. Esse cenário leva a novas configurações de trabalho e coloca em questão a identidade profissional. Considerando que a identidade é construída e reconstruída em sucessivas socializações, nos propomos a estudar suas significações e ressignificações ao longo da vida de jornalistas, especialmente da entrada no mercado de trabalho até a atualidade. O método utilizado para isso foi a história de vida, uma das modalidades da História Oral. Realizamos entrevistas com seis jornalistas que iniciaram suas carreiras nos anos 1980 e 1970 e que ainda estão em atividade: Ana Estela de Sousa Pinto, Carlos Wagner, Elder Ogliari, Katia Perin, Marcelo Auler e Marcelo Canellas. A análise incide sobre três âmbitos manifestos no discurso desses jornalistas: a identidade para si, a identidade para o outro e as mudanças tecnológicas e no trabalho jornalístico. Os resultados da pesquisa apontam para a continuidade na identidade para si, com o predomínio da manutenção do ethos romântico no discurso dos jornalistas. Em relação à identidade para o outro, os sentidos dominantes encontrados são os de reconhecimento desses profissionais por seus pares.pt_BR
dc.description.abstractThis research analyzes the professional identity of journalists in the transition from industrial to post-industrial era. Our purpose is to understand what changes and continuities can be observed in the identity of professionals who witnessed the social, cultural, economic and technological transformations between the end of 20th Century and the beggining of 21th Century. These changes, which are still ongoing, have promoted the reconfiguration of the media ecosystem by moving from limited techniques and the predominance of journalistic production in industrial scale to the production of information becoming available to everyone. This scenario promotes new work configurations and brings professional identity to the fore. Considering that identity is built and rebuilt by continuous socializations, we aim to investigate how identity is resignified throughout journalists’ lives, specially from their entrance in the job market to nowadays. The method implemented is life history interviews, an Oral History approach modality. We interviewed six journalists who started their careers in the 1980s and 1970s, and are still working: Ana Estela de Sousa Pinto, Carlos Wagner, Elder Ogliari, Katia Perin, Marcelo Auler and Marcelo Canellas. The analysis of the journalists’ discourses focuses on threes areas: self identity, identity to others, and technological and journalistic changes. Results reveal that self identity is continuous across the years, with the predominance of the romantic ethos in the discourse of journalists. In regards to identity to others, the recognition of these professionals by their colleagues is the predominant aspect.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectIdentidade profissionalpt_BR
dc.subjectProfessional identityen
dc.subjectJornalistapt_BR
dc.subjectJurnalistic identiten
dc.subjectSociedade da informaçãopt_BR
dc.subjectPost-industrial journalismen
dc.subjectLife historyen
dc.titleIdentidade profissional dos jornalistas : histórias de vida na transição do período industrial para o pós-industrialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001099610pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Biblioteconomia e Comunicaçãopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Informaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record