Show simple item record

dc.contributor.advisorGarcia, Maria Amelia Bulhoespt_BR
dc.contributor.authorBarbosa, Denis Rodriguespt_BR
dc.date.accessioned2019-04-24T02:34:19Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/193367pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa analisa, sob a perspectiva das relações sistêmicas da arte, como os artistas, através da auto-organização, operam microestruturas de produção que repensam o modo de funcionamento dos circuitos de visibilidade e legitimação. Partindo das experiências do Nervo Óptico (1976-78) e do Arte Construtora (1992-96), marcos locais das práticas conceituais contemporâneas, esta dissertação se propõe a revisar e problematizar trabalhos e eventos da Galeria Península (2014-17), espaço no qual o autor atuou como artista, curador e gestor. Para aprofundar esta análise, foram selecionados dois eventos com restrita bibliografia e ampla documentação, a Experiência Criativa Serpente do Ibirapuitã (Nervo Óptico, janeiro de 1977) e a Ilha da Casa da Pólvora (Arte Construtora, novembro de 1996). Ao examinar as articulações entre prática e distribuição, buscou-se compreender os múltiplos lugares de atuação do artista, com o objetivo de se enunciar características específicas e verificar algumas das consequências da auto-organização na cadeia produtiva da economia da arte.pt
dc.description.abstractThis research analyzes, from the perspective of the systemic relations of art, how artists, through self-organization, operate microstructures of production that rethink the mode of operation of circuits of visibility and legitimation. Based on the experiences of the Nervo Óptico (1976-78) and Arte Construtora (1992-96), local landmarks of contemporary conceptual practices, this dissertation proposes to review and problematize works and events hosted by Galeria Península (2014-17), an art space in which the author worked as an artist, curator and manager. In order to deepen this analysis, two events with limited bibliography and vast documentation were chosen: Experiência Criativa Serpente do Ibirapuitã (Nervo Óptico, January 1977) and Ilha da Casa da Pólvora (Arte Construtora, November 1996). By examining the articulations between practice and distribution, we sought to understand the multiple roles of artists in order to outline specific characteristics and verify some of the consequences of selforganization in the production chain of the art economy.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectContemporary Arten
dc.subjectArte contemporâneapt_BR
dc.subjectProject Spaceen
dc.subjectSistema da artept_BR
dc.subjectIntervenção urbanapt_BR
dc.subjectAlternative Spacesen
dc.subjectArtist-run Spacesen
dc.subjectArt Systemen
dc.titleJogos de aproximação : as práticas artísticas no Nervo Óptico, do Arte Construtora e da Galeria Penínsulapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001091926pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Artespt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Artes Visuaispt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record