Show simple item record

dc.contributor.advisorFrizzo, Giana Bitencourtpt_BR
dc.contributor.authorSchwochow, Monique Souzapt_BR
dc.date.accessioned2018-08-18T03:01:35Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/181159pt_BR
dc.description.abstractMulheres em transição para a maternidade por adoção vivenciam as transformações psíquicas e a espera por seus filhos enfrentando as adversidades específicas deste contexto. Com frequência, o período que antecede a chegada do filho adotivo é descrito como um momento de preparação para a parentalidade. Nesta etapa, que pode se estender por longos anos, a formação da identidade materna e a significação, através dos sentimentos, do tempo de espera pelo filho adotivo são importantes processos da construção destas famílias. Diante de tais evidências, a presente dissertação dedicou-se a compreender como se dão, no contexto da adoção, as transformações da organização psíquica no sentido de tornar-se mãe e quais são os sentimentos relatados na espera pela adoção em suas diferentes etapas que precedem a colocação da criança na família. Dois artigos compõem esta investigação. As participantes dos estudos foram quatro mulheres, de idades entre 38 e 44 anos, habilitadas e ativas no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) há no máximo um ano. No primeiro foi investigado o processo de transformação da organização psíquica das mulheres (motherhood mindset), de acordo com Stern, Bruschweiler-Stern e Freeland (1998), no contexto da maternidade por adoção. Encontrou-se que mulheres em espera pela adoção vivenciam as mudanças próprias da formação da identidade materna, confirmando-se a experiência de gestação psíquica no período que antecede a chegada do filho adotivo. Já no segundo estudo, buscou-se compreender quais os sentimentos relatados por mulheres na espera pela adoção durante o processo de habilitação à adoção e durante a espera na fila do CNA. Os resultados apontaram que, na habilitação à adoção, as mulheres destacaram sentimentos como apreensão, frustração, dor e morosidade. Quando na espera na fila do CNA, estas mulheres enfatizaram sentimentos que foram alocados em duas categorias: esperança e desesperança. A análise destes dois estudos contribui para a literatura sobre a espera pela adoção, dando voz as mulheres que vivenciam este processo marcado por transformações psíquicas e comoções de sentimentos. Espera-se que este trabalho auxilie na compreensão da transição para a maternidade por adoção durante a espera pelo filho adotivo, motivando o cuidado com a saúde emocional destas famílias bem como novos trabalhos que se dediquem a esta temática.pt
dc.description.abstractWomen in transition to adoptive motherhood experience the psychic transformations and the waiting for their children facing the specific adversities of this context. Often, the period that precedes the arrival of the adoptive child is described as a time of preparation for parenting. In this stage, which can last for many years, the development of the maternal identity and the significance of the waiting time are important processes of the construction of these families. In face of these evidences, this thesis is dedicated to understand how the transformations of psychic organization occur in the sense of becoming a mother in the context of adoption and what are the feelings manifested during the different stages of the waiting time that precedes the child`s reception in the family. Two papers compose this research. The participants of these studies were four women, aged between 38 and 44 years, qualified and active in the National Adoption Registry for a maximum of one year. In the first, the process of transformation of the motherhood mindset was investigated in the context of adoption maternity according to Stern, Bruschweiler-Stern and Freeland (1998). It was found that women waiting to adopt a child faced specific changes of the maternal identity development process, confirming the experience of psychic gestation in the period before the arrival of the adoptive child. In the other study, it was sought to understand the feelings in women waiting to adopt during the process of habilitation for adoption and during the waiting period in the National Adoption Registry´s queue. The analysis of these two studies contributes to the existing literature about the adoption waiting process, giving voice to these women who experienced this process marked by psychic transformations and feelings commotions. We hope that this thesis helps in understanding the transition to motherhood through adoption during the waiting period for the adopted child, motivating the attention to emotional health care of these families and the elaboration of new studies dedicated to this subject and the promotion of new studies dedicated to this subject.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectMaternityen
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.subjectMaternidadept_BR
dc.subjectNational Adoption Registryen
dc.subjectAdoption applicationen
dc.subjectAdoçãopt_BR
dc.subjectFuture adoptive mothersen
dc.subjectParentalidadept_BR
dc.subjectMotherhood mindseten
dc.subjectMaternal identityen
dc.subjectAdoptionen
dc.titleTornar-se mãe por adoção : a espera por um filhopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001074421pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Psicologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record