Show simple item record

dc.contributor.advisorSilvano, Renato Azevedo Matiaspt_BR
dc.contributor.authorNagl, Paulapt_BR
dc.date.accessioned2018-03-20T02:26:53Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/173612pt_BR
dc.description.abstractIn seasonally flooded forests of lowland Amazonia, frugivorous fish provide different ecosystem services (ESS): They play an important role in seed dispersal (regulating ESS), but they are also an essential resource for artisanal fisheries (provisioning ESS). Extensive use of limited resources can generate conflicts of interest between conservation goals and the needs of local livelihoods. Co-management schemes try to integrate local food security and ecosystem conservation in the form of extractive reserves (RESEX), where inhabitants are exclusively allowed to extract forest resources while following management rules. Here, we assess the influence of co-management on frugivorous fish and local fisheries of Tapajos (clear water) and Negro (black water) River in the Brazilian Amazon. To this end, we test the following hypotheses: 1) Frugivorous fish are important for fisheries and selectively extracted; 2) Frugivorous fish abundance, size and fisheries productivity is higher inside the RESEX than outside. Fish landings from 1457 fishing trips were registered over four months by local fishermen in eight fishing communities of each river. Further, 12,730 fish were sampled through 208 gillnet placements, in 32 sites in the floodplain lakes and river channels of the communities. Frugivorous fish are among the ten most fished species in both rivers, reflecting their importance for local communities. In both rivers, landing records show a higher percentage of frugivorous fish biomass (22% of 7,342 kg in Tapajós and 14% of 4,609 kg in Negro River) than samplings (5.9% of 349.2 kg in Tapajós and 6% of 458.3 kg in Negro River), indicating a selectivity of fisheries towards frugivores. A pressão pesqueira (medida como demanda por pescado) nos frugívoros se mostrou mais elevada fora de cada RESEX (8 ± 5,4 kg no Rio Tapajós e 5,6 ± 3,1 kg no Rio Negro) que dentro (0,7 ± 0,3 kg no Rio Tapajós e 0,8 ± 0,1 kg no rio Negro). A produtividade da pesca, medida em Captura por Unidade de Esforço (CPUE), e a proporção de peixes frugívoros na captura total foram maiores fora da RESEX no rio Tapajós (CPUE: t=-3,7; dF = 4,2; p = 0,02; proporçao: t = -6,7; dF = 5; p = 0,001) e não variaram no rio Negro (CPUE: t = -1,9; dF = 5,6; p = 0,1; proporçao: t = -0,9; dF = 4,6; p = 0,4). No geral, o tamanho dos peixes frugívoros foi maior dentro da RESEX no rio Negro, mas não no rio Tapajós. Os pescadores capturaram pacus de maior tamanho (Myleus spp., Mylossoma spp., Myloplus spp., Metynnis spp.) dentro da RESEX no rio Negro (D=0,42; p<0,001). No rio Tapajós não foi possível detectar efeitos da RESEX nos parâmetros medidos para os peixes frugívoros. A reserva do rio Negro parece favorecer o tamanho e a disponibilidade de peixes frugívoros, apesar de eles serem selecionados pela pesca local. Apesar de uma pressão pesqueira possivelmente elevada, peixes frugívoros foram abundantes dentro e fora da RESEX em ambos os rios, possivelmente devido a demandas do mercado, efeitos de spillover ou baixa conformidade às regras de de manejo dentro da RESEX. Contudo, os frugívoros parecem estar cumprindo seu papel de recurso alimentar e de dispersores de sementes. Nosso estudo evidencia que o monitoramento participativo baseado na comunidade é uma ferramenta economicamente eficiente para a caracterização da pesca local. No entanto, para se atingir os objetivos de conservação e assegurar o recurso alimentar, é necessário que haja um controle do acesso de pessoas de fora das áreas de conservação e um reforço do cumprimento das regras de manejo. Portanto, continua sendo possível manter os dois serviços ecossistêmicos fornecidos por esses peixes nos rios de águas claras e negras estudadas na Amazônia brasileira.en
dc.description.abstractNas florestas sazonalmente inundadas de terras baixas da Amazônia, os peixes frugívoros desempenham diferentes serviços ecossistêmicos: possuem um papel importante na dispersão de sementes (regulação), além de serem um recurso (provisão) para pescadores artesanais. O uso extensivo de recursos limitados pode gerar conflitos de interesse entre os objetivos conservacionistas e as necessidades dos habitantes locais. O co-manejo tenta integrar a segurança alimentar e a conservação dos ecossistemas na forma de reservas extrativistas (RESEX), onde os habitantes locais podem retirar recursos florestais seguindo regras de manejo. Neste trabalho testamos a influência do co-manejo sobre os peixes frugívoros do rio Tapajós (águas claras) e Negro (águas pretas) na Amazônia brasileira. Foram testadas as seguintes hipóteses: 1)Peixes frugívoros são importantes para os pescadores e são seletivamente escolhidos pela pesca; 2) A abundância, tamanho e a produtividade pesqueira dos peixes frugívoros são maior dentro da RESEX. Durante quatro meses, pescadores locais registraram 1.457 desembarques pesqueiros em oito comunidades em cada rio. Além disso, foram amostrados 12.730 peixes em 208 pontos de malhadeira em 32 sitios em lagos e no canal do rio nas comunidades estudadas. Peixes frugívoros estão entre as dez espécies mais pescadas nos dois rios, indicando a sua importância para as comunidades locais. Nos dois rios a porcentagem de peixes frugívoros era maior no registro dos desembarques pesqueiros (22% de 7.342 kg no rio Tapajós e 14% of 4.609 kg no rio Negro) que vii nas amostragens científicas (5,9% de 349,2 kg no rio Tapajós e 6% of 458,3 kg no rio Negro), indicando uma seletividade dos pescadores para os frugívoros.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoengpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectO-managementen
dc.subjectManejopt_BR
dc.subjectSeed dispersalen
dc.subjectPesca artesanalpt_BR
dc.subjectFood securityen
dc.subjectReserva extrativapt_BR
dc.subjectEcosystem servicesen
dc.subjectNegro, Rio (AM)pt_BR
dc.subjectExtractive reserveen
dc.subjectTapajós, Rio (AM e PA)pt_BR
dc.titleSmall-scalle fisheries of frugovorous fish in clear and black water rivers of the brazilian amazonpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001053181pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ecologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record