Show simple item record

dc.contributor.advisorKretzmann Filho, Nelson Alexandrept_BR
dc.contributor.authorJegan, Vanessapt_BR
dc.date.accessioned2018-02-20T02:25:32Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/172630pt_BR
dc.description.abstractO teste alérgico intradérmico (TID) é uma importante ferramenta no diagnóstico dos alérgenos implicados nas reações de hipersensibilidade mediada por IgE. O objetivo deste estudo foi avaliar o TID em eqüinos não alérgicos com extratos alergênicos de Cynodon dactylon, Lolium multiflorum, Paspalum notatum, Culex sp. e Aedes aegipty, e três concentrações de histamina, em dois volumes diferentes, e baseado nos resultados, verificar a acurácia do TID em eqüinos alérgicos. Foram realizados TID em 17 eqüinos não alérgicos com três concentrações de cada extrato (1:2000v/w, 1:4000v/w e 1:8000v/w) e três concentrações de histamina (0,1mg/ml, 0,05mg/ml e 0,025mg/ml), em dois volumes (0,1 e 0,05ml). Baseado nos resultados obtidos, foram realizados TID em seis eqüinos alérgicos utilizando os extratos na concentração de 1:2000v/w, a histamina na concentração de 0,025mg/ml, em um volume de 0,05ml. Nos eqüinos não alérgicos, nenhuma das três concentrações dos extratos testados nos dois volumes mostrou-se irritativa. Concentrações maiores de histamina provocaram halos maiores e levemente mais túrgidos, e quanto maior o volume injetado, maiores as reações Os TID realizados em eqüinos alérgicos mostraram confiabilidade dos resultados por evidenciar hipersensibilidade individual e não provocar reações irritativas. Em conclusão, as diferentes concentrações dos estratos testados em eqüinos não alérgicos não provocaram reações falso positivas (irritantes). O volume de 0,05ml é mais recomendado para realização dos TID pois as aplicações com 0,1ml produziram reações maiores, prejudicando a sensibilidade do teste. A concentração de 0,025mg/ml da solução de histamina provocou a formação de halos menores, permitindo maior acurácia do cut off no TID. Os extratos alergênicos testados em equinos alérgicos não provoraram reações em todos os animais, o que poderia ser considerado uma reação irritativa. Os equinos alérgicos apresentaram reações positivas diferentes, de acordo com a hipersensibilidade individual, demonstrando sensibilização alérgica verdadeira.pt_BR
dc.description.abstractThe intradermal test (IDT) is an important tool in the diagnosis of allergens involved in IgE-mediated hypersensitivity reactions. The aim of this study was to evaluate the IDT in nonallergic horses with allergenic extracts of Cynodon dactylon, Lolium multiflorum, Paspalum notatum, Culex sp. and Aedes aegypti, and three histamine concentrations, in two different volumes, and based on the results, verify the accuracy of IDT in allergic horses. IDT was performed on 17 nonallergic horses with three concentrations of each extract (1:2000v/w, 1:4000v/h and 18000v/w) and three histamine concentrations (0,1mg/ml, 0,05mg/ml and 0,025mg/ml) in two volumes (0,1 and 0,05ml). Based on the results obtained, IDT was performed in six allergic horses using extracts at the concentration of 1:2000v/w, histamine at a concentration of 0.025mg/ml, in a volume of 0,05ml. In nonallergic horses, none of the three concentrations of the extracts tested in the two volumes were irritant. Larger concentrations of histamine provoked larger and slightly more turgid wheals, and the larger the volume injected, the greater the reactions The IDT performed in allergic horses showed reliability of the results because they demonstrated individual hypersensitivity and did not provoke irritative reactions. In conclusion, the different concentrations of extracts tested in nonallergic horses did not provoke false positive (irritant) reactions. The volume of 0,05ml is more recommended for execution of IDT because the applications with 0,1ml produced larger reactions, impairing the sensitivity of the test. The concentration of 0,025mg/ml of the histamine solution caused the formation of smaller wheals, allowing a better accuracy of the cut off in the IDT. The allergenic extracts tested in allergic horses did not provoke reactions in all the animals, what could be considered an irritative reaction. Allergic horses presented different positive reactions, according to individual hypersensitivity, demonstrating true allergic sensitization.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEquinospt_BR
dc.subjectAllergyen
dc.subjectAlérgenospt_BR
dc.subjectIntradermal testen
dc.subjectCynodon dactylonpt_BR
dc.subjectPollensen
dc.subjectLolium multiflorumpt_BR
dc.subjectInsectsen
dc.subjectHypersensitivityen
dc.subjectPaspalum notatumpt_BR
dc.subjectCulicidaept_BR
dc.subjectAedes aegyptipt_BR
dc.subjectHistaminapt_BR
dc.subjectHipersensibilidadept_BR
dc.subjectExtratospt_BR
dc.subjectImunoterapiapt_BR
dc.titleAvaliação do teste intradérmico em equinos com extratos alergênicos de pólens, insetos e três concentrações de histaminapt_BR
dc.title.alternativeEvaluation of intradermal test in horses with allergen extracts of polens, insects and three histamine concentrations en
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001059324pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Veterináriapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Medicina Animal: Equinospt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record