Show simple item record

dc.contributor.advisorPiedras, Elisa Reinhardtpt_BR
dc.contributor.authorLibardi, Guilherme Barbacovipt_BR
dc.date.accessioned2017-03-18T02:24:52Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/153397pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa tem como objetivo compreender as estratégias de produção de funk e seu consumo por jovens mulheres de classe popular da cidade de Porto Alegre. Para isso, nos aproximamos da perspectiva dos Estudos Culturais britânicos e latino-americanos, sobretudo a partir do pensamento de Martín-Barbero, bem como tensionamos nossas discussões a partir das teorias sobre cena musical, classe, gênero e geração. Nos filiamos à metodologia qualitativa de pesquisa, realizando entrevistas, observações em bailes funk, pesquisa documental e pesquisa bibliográfica. Como unidade de estudo, contemplamos cinco MCs, três produtores e oito consumidoras de funk (funkeiras) da cidade de Porto Alegre. A fim de apresentar o contexto da cena funk, realizamos uma retomada histórica da cena no Brasil e especificamente em Porto Alegre, bem como traçamos o panorama midiático da cena na mídia massiva entre 2000 e 2015. Em relação aos resultados, identificamos que as estratégias de produção são materializadas através da construção de uma autopromoção midiática no rádio e no ambiente online através de postagens nas redes sociais digitais. Estas postagens podem se relacionar a uma clara estratégia de autopromoção, bem como podem dizer respeito a ocasiões descoladas da cena funk, retratando momentos aleatórios de seu cotidiano. No que diz respeito ao consumo, é visto que as práticas navegam entre dois meios: rádio e internet. Porém os usos efetivados nas plataformas digitais favorecem uma ampla gama de oportunidades para o consumo, contribuindo para a ocorrência de múltiplas lógicas de usos em relação ao consumo de funk. Tanto na produção, quanto no consumo, as relações de gênero ganham ênfase por um posicionamento de inspiração feminista por parte das informantes, ainda que a adesão ao movimento político seja algo evitado ou repreendido por algumas delas.pt_BR
dc.description.abstractThis research aims to comprehend the strategies of production of funk music and its consumption by young women from Porto Alegre’s popular class. In order to reach such aim, we have approached the British and Latin-American Cultural Studies perspective, mostly through Martin-Barbero’s thought, and our discussions were also based on the theories about music scene, class, gender and generation. We made use of the qualitative methodology research through interviews, observations on baile funk, documental research and bibliographic research. As a study unit, we take into consideration five MCs, three producers and funk music eight consumers (also known in Brazil as funkeiras). In order to present the context of the funk scene, we have traced a historical outline of the scene in Brazil and specifically in Porto Alegre, as well as we have delineated a media overview of the scene on the mass media between 2000 and 2015. Regarding the results, we identify that the strategies of production are materialized through the building of a media self-promotion on the radio and on the online environment through posts on social networks. These posts can relate to a clear self-promotion strategy, as well as they can be about situations unrelated to the funk scene, portraying random moments of their everyday life. On the subject of consumption, it can be seen that the practices navigate between two medias: radio and internet. However, the uses performed on digital platforms favour a wide range of opportunities to the consumption, contributing to the occurrence of multiple logics of use in relation to the consumption of funk. In both production and consumption, the relations of gender are emphasized through a positioning of feminist inspiration, although the adhesion to the political movement is something avoided or reproached by some of them.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectCommunication processen
dc.subjectFunkpt_BR
dc.subjectMulherpt_BR
dc.subjectProductionen
dc.subjectConsumptionen
dc.subjectProcesso de comunicaçãopt_BR
dc.subjectMedia self-promotionen
dc.subjectConsumopt_BR
dc.titleComo elas fazem e ouvem Funk em Porto Alegre : estratégias de autopromoção midiática e práticas de consumopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001012882pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Biblioteconomia e Comunicaçãopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Informaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record