Show simple item record

dc.contributor.authorFigueiredo, Alexandre Medeiros dept_BR
dc.contributor.authorKuchenbecker, Ricardo de Souzapt_BR
dc.contributor.authorHarzheim, Ernopt_BR
dc.contributor.authorVigo, Álvaropt_BR
dc.contributor.authorHauser, Lisianept_BR
dc.contributor.authorChomatas, Eliane Regina da Veigapt_BR
dc.date.accessioned2014-04-18T01:53:03Zpt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.issn1679-4974pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/94561pt_BR
dc.description.abstractObjetivo: analisar o grau de concordância entre o Primary Care Assessment Tool (PCATool) e a Avaliação para Melhoria da Qualidade da Estratégia Saúde da Família (AMQ), elaborada pelo Ministério da Saúde. Métodos: definiram-se escores a partir de dados secundários resultantes da aplicação, em 2008, dos referidos instrumentos no município de Curitiba, Paraná, Brasil, sendo utilizado o método de Bland-Altman para análise de concordância. Resultados: houve concordância (p>0,05) para os atributos ‘integralidade’ (p=0,190) e ‘orientação familiar’ (p=0,084), o que não ocorreu em relação ao ‘acesso do primeiro contato do indivíduo com o sistema de saúde’ (p<0,001), ‘longitudinalidade’ (p<0,001), ‘coordenação do cuidado’ (p<0,001) e ‘orientação comunitária’ (p<0,001), sugerindo não existir equivalência entre os instrumentos. Conclusão: os resultados não permitem definir uma metodologia de avaliação dos atributos da Atenção Primária à Saúde (APS) mediante a AMQ; recomendam-se estudos visando aferir associação entre melhor avaliação da APS pela AMQ e resultados em saúde.pt_BR
dc.description.abstractObjective: to analyze the agreement between the Primary Care Assessment Tool (PCATool) and the Brazilian Ministry of Health’s Evaluation for Improving the Quality (AMQ) of the Family Health Strategy. Methods: scores were defined based on secondary data resulting from the application of these instruments in Curitiba, Parana, Brazil in 2008. Concordance analysis was performed using the Bland-Altman method. Results: agreement occurred (p>0.05) with regard to Comprehensiveness (p=0.190) and Family-centered care (p=0.084). Agreement did not occur with First contact with care (p<0.001), Longitudinality (p<0.001), Care coordination (p<0.001) and Community-centered care (p<0.001). This suggests that there is no equivalence between the instruments. Conclusion: the results do not permit the definition of a methodology for evaluating Primary Health Care (PHC) attributes using AMQ. We suggest studies to assess the association between better PHC evaluation using AMQ and health outcomes.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofEpidemiologia e serviços de saúde : revista do Sistema Único de Saúde do Brasil. Brasília. Vol. 22, n. 1 (jan./mar. 2013), p. 41-48pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectHealth evaluationen
dc.subjectAvaliação em saúdept_BR
dc.subjectHealth services evaluationen
dc.subjectAvaliação de serviços de saúdept_BR
dc.subjectPrimary health careen
dc.subjectAtenção primária à saúdept_BR
dc.subjectAvaliação de programas e instrumentos de pesquisapt_BR
dc.subjectEvaluation of research programs and toolsen
dc.titleAnálise de concordância entre instrumentos de avaliação da Atenção Primária à Saúde na cidade de Curitiba, Paraná, em 2008pt_BR
dc.title.alternativeConcordance analysis in Primary Health Care evaluation instruments in the city of Curitiba, Parana, Brazil, in 2008 en
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000913136pt_BR
dc.description.originTelemedicinapt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record