Show simple item record

dc.contributor.authorBittencourt, Otavio Neves da Silvapt_BR
dc.contributor.authorKliemann Neto, Francisco Josept_BR
dc.date.accessioned2014-04-18T01:53:00Zpt_BR
dc.date.issued2009pt_BR
dc.identifier.issn1415-6555pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/94560pt_BR
dc.description.abstractA coordenação dos serviços de saúde, obtida pela integração e a cooperação entre as unidades de um sistema local, passa pela compreensão das relações interorganizacionais, a identificação de unidades centrais e da dinâmica de trocas, tanto de pacientes, como de informações e conhecimento. O objetivo deste artigo é demonstrar as contribuições da análise de rede social para o sistema de saúde, identificando padrões e estruturas na rede de serviços, por meio de um estudo de caso na prestação de serviços de HIV/AIDS na cidade de Porto Alegre - Brasil. Por meio de entrevistas com os responsáveis pelo atendimento e dados do município, foram pesquisados cinco tipos de relacionamento: envio e recebimento de pacientes, coordenação de caso, programas conjuntos e consultorias. Os resultados indicam uma fraca dinâmica na rede, principalmente nos relacionamentos que não envolvem troca de pacientes, sugerindo que, se há instrumentos estabelecidos, como a marcação de consultas, há maior dinâmica na rede; do contrário apenas observam-se iniciativas locais ou pessoais, que redundam em pouca ou nenhuma ação de coordenação dos serviços. As medidas da rede social também identificam o papel das unidades, a formação de subgrupos e estas informações podem apoiar o gestor local na formulação de políticas e programas para o aprimoramento da governança local.pt_BR
dc.description.abstractThe coordination of health services, obtained by integration and cooperation between units of a local system, is achieved by understanding interorganizational relationships, identifying central units and dynamics flow, such as patients, information and knowledge. This paper demonstrates the contributions of social network analysis to the health system, identifying patterns and structures in the network of services, through a case study of the HIV/AIDS healthcare units in the city of Porto Alegre - Brazil. Through interviews with those responsible for the care and data from the council, five types of relationships were studied: forwarding and receiving patients, coordination of cases, joint programs and consultancies. The results indicate a weak dynamic in this network, particularly in relationships that do not involve an exchange of patients, suggesting that if there are established instruments such as scheduled appointments, there is greater dynamic in the network, if not, the personal or local initiatives result in little or no action in terms of coordination between services. The social network measures also identify the role of units and the formation of subgroups, and this information could support the local health authority in the formulation of policies and programs for the improvement of local governance.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofRevista de administração contemporânea. Rio de Janeiro. Vol. 13, Edição especial (2009), p. 87-104pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjecthealthcare system managementen
dc.subjectRede socialpt_BR
dc.subjectIntegração de sistemaspt_BR
dc.subjectHIV/AIDS healthcare servicesen
dc.subjectintegration assessmenten
dc.subjectSistemas de saúdept_BR
dc.subjectGestão em saúdept_BR
dc.subjectsocial network analysisen
dc.subjectHIVpt_BR
dc.subjectSíndrome de imunodeficiência adquiridapt_BR
dc.titleRede social no sistema de saúde : um estudo das relações interorganizacionais em unidades de serviços de HIV/AIDSpt_BR
dc.title.alternativeSocial network analysis in the health system : a study of interorganizacional relationships in HIV/AIDS unitsen
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000872303pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record