Show simple item record

dc.contributor.advisorTrierweiler, Jorge Otáviopt_BR
dc.contributor.advisorTrierweiler, Luciane Ferreirapt_BR
dc.contributor.authorCanova, Manoela Dutrapt_BR
dc.date.accessioned2012-01-26T01:19:59Zpt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/36917pt_BR
dc.description.abstractDe acordo com o novo modelo de matriz bioenergética, desde que se implantou a crise mundial de energia, o Brasil é um país que reúne diversas condições favoráveis ao desenvolvimento de ações voltadas para bioenergia. Essa vocação, pioneira no país, pode ser mais bem aproveitada se levarmos em conta que a nossa matriz de bioenergia tem de ser diversificada, pois as condições brasileiras permitem possibilidades bastante variadas de matérias-primas, uma vez que as condições de clima, solo, altitude e fotoperíodo são muito variadas em todo o Brasil. A busca por novas fontes de matérias-primas para produção de etanol deve ser realizada dentro de um cenário que envolve três vetores fundamentais. O primeiro a ser considerado é o tipo da cultura, seu potencial energético. O segundo diz respeito ao poder de adaptação da cultura escolhida às condições de solo e clima sobre as quais ela será, de fato, utilizada no processo de produção de etanol. Nessa situação, devemos observar, principalmente, os possíveis impactos produzidos no ambiente, desde o plantio até a obtenção do produto final. Outro ponto fundamental dessa questão é a obtenção de uma alta produtividade em condições de solo de baixa a média fertilidade. O terceiro vetor a ser considerado são os resíduos produzidos, ou seja, a qualidade e quantidade desse resíduo, os impactos ambientais e/ou seu destino final. Com o objetivo de apresentar um estudo da viabilidade econômica da implantação de microdestilarias de etanol produzido através de culturas agrícolas características do Rio Grande do Sul, o presente trabalho apresenta alternativas de cenários de produção agrícola com produtividade desejável e que podem ser executados com sucesso no estado. Os cenários apresentados envolvem a combinação das culturas de cana-de-açúcar, sorgo sacarino, mandioca e batata-doce para a produção de etanol.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEngenharia químicapt_BR
dc.titleBiocombustíveis: análise de viabilidade econômica da implantação de microdestilarias de etanol no Rio Grande do Sulpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000793112pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2011pt_BR
dc.degree.graduationEngenharia Químicapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record