Show simple item record

dc.contributor.authorFerraro, Alceu Ravanellopt_BR
dc.date.accessioned2010-06-19T04:17:52Zpt_BR
dc.date.issued2009pt_BR
dc.identifier.issn0100-1574pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/23968pt_BR
dc.description.abstractEste artigo aborda a relação entre gênero, cor/raça e escolarização nos estados da Bahia e do Rio de Janeiro com base em microdados do Censo 2000. Pesquisa a trajetória da média de anos de estudo de homens brancos, homens negros, mulheres brancas e mulheres negras através das gerações. Os resultados evidenciam a reprodução das desigualdades regionais quanto à escolarização; confirmam, para ambos os sexos e estados, a reprodução, através das gerações, das desigualdades educacionais que desfavorecem a população negra; evidenciam, tanto para brancos/as como para negros/as, uma inversão na relação entre gênero e educação nos dois estados. O desafio para a pesquisa é traçar no tempo a trajetória do movimento que levou as mulheres da condição de inferioridade à de superioridade em relação aos homens quanto à escolarização, tanto entre brancos/as quanto entre negros/as e em ambos os estados pesquisados.pt_BR
dc.description.abstractBased on microdata from the Census of 2000, this article approaches the relation between gender, skin color/race and schooling in the states of Bahia and Rio de Janeiro. It examines the course of the average years of study of white men, black men, white women, and black women throughout the generations. Its results make evident the reproduction of regional inequalities regarding schooling throughout the generations; they confirm the reproduction of educational inequalities to the prejudice of the black population throughout the generations for both genders and states; they make evident an inversion of the relation between gender and education in both states, both for male and female whites and blacks. The challenge posed by the research is to sketch the course of the movement in time that resulted in the change of the female condition of inferiority in schooling to that of superiority in relation to men, both among female and male whites and among female and male blacks in both states.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofCadernos de pesquisa. São Paulo. Vol. 39, n. 138 (set./dez. 2009), p. 813-835pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectGenderen
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectRaceen
dc.subjectRaçapt_BR
dc.subjectSchoolingen
dc.subjectEscolarizaçãopt_BR
dc.subjectEqual Educationen
dc.titleGênero, raça e escolarização na Bahia e no Rio de Jameiropt_BR
dc.title.alternativeGender, race and schooling in Bahia and Rio de Janeiro en
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000736275pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record