Show simple item record

dc.contributor.advisorKnauth, Daniela Rivapt_BR
dc.contributor.authorFisch, Patríciapt_BR
dc.date.accessioned2022-01-29T04:52:05Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/234605pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O Brasil é um país continental e a epidemia de aids varia de acordo com a região geográfica. De acordo com as estimativas nacionais, em 2014, a prevalência do HIV foi de 0,39% na população geral e quase duas vezes maior entre os homens do que entre as mulheres (0,7% versus 0,4% na faixa etária de 15 a 49 anos). A região metropolitana de Porto Alegre, é considerada um hotspot da epidemia brasileira de aids. Alvorada, com uma população de 200 000 habitantes, é a cidade mais pobre da região metropolitana de Porto Alegre. Sua taxa de incidência de aids é quase cinco vezes superior à taxa brasileira. A Coorte Alvorada foi realizada para tentar entender esse cenário específico. Os objetivos atuais da coorte são proporcionar informações de nível de coorte sobre os resultados do atendimento ao HIV em nosso cenário específico de vulnerabilidade e com taxas de HIV muito mais altas do que as do país. Métodos: São elegíveis para inclusão na Coorte de Alvorada indivíduos infectados pelo HIV que tiveram pelo menos uma visita ambulatorial no Serviço de Assistência Especializada de Alvorada. Variáveis padronizadas foram coletadas através de um formulário específico com base nos registros médicos de cada visita ambulatorial. As variáveis coletadas incluem características demográficas, marcadores biológicos relacionados ao HIV, eventos definidores de aids, gestação, tratamentos antirretrovirais e as datas e causas da morte, conforme relatado nos registros médicos. Usando estimativas nacionais da prevalência do HIV para o Brasil e dados de vigilância em casos de HIV/aids recém-diagnosticados para o Brasil e para Alvorada, estimamos a prevalência do HIV em Alvorada em 2014 na população em geral, entre homens e entre mulheres. Depois disso, estimamos o número de pessoas em cada estágio da cascata ideal do HIV para o Brasil e para a Alvorada. Em seguida, utilizamos dados de coorte em pacientes atendidos pelo HIV em Alvorada para estimar os intervalos de tempo entre cada etapa da cascata de cuidados do HIV. Resultados: Entre 2010 e 2015, a coorte incluiu 1009 pacientes infectados pelo HIV do Serviço de Assistência Especializada em HIV e Aids de Alvorada. Destes, 75,5% são pacientes novos e 24,5% são transferidos de outro serviço especializado em HIV. Mais da metade da coorte eram do sexo feminino (51,2%), com idade média de 36,5 anos. A mediana da contagem de CD4 na linha de base foi de 460 células / mm3. No Brasil, a prevalência estimada de HIV foi de 0,49% para os homens e de 0,28% para as mulheres. Em Alvorada, essas prevalências foram de 1,36% na população geral, 1,49% entre os homens e 1,25% entre as mulheres. O tempo mediano do diagnóstico até a supressão viral do HIV foi de 1,95 anos e não foi significativamente diferente entre homens (1,74 anos) e mulheres (2,12 anos). Este tempo foi dividido em três etapas: do diagnóstico à entrada no serviço, com uma mediana de tempo de 38 dias; da entrada no serviço ao início da terapia antirretroviral, com um tempo médio de 61 dias; e do início da terapia antirretroviral à supressão viral, com uma mediana de tempo de 226 dias. O tempo desde o diagnóstico do HIV até a supressão viral apresentou grande variabilidade, atingindo até 28 anos em nossa amostra. Conclusões A epidemia de HIV / AIDS em Alvorada é diferente do resto do Brasil, sendo que as estimativas de prevalência são 3 vezes maiores em Alvorada do que no Brasil. Há uma diferença entre homens e mulheres e as mulheres são mais afetadas em Alvorada. Isso indica a necessidade de estratégias diferenciadas para controlar a epidemia de HIV no país.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction Brazil is a continental country, and the AIDS epidemic varies according to the geographic region. According to latest national estimates, in 2014, the HIV prevalence was 0.39% in the general population, and almost twice higher among men than among women (0.7% versus 0.4% in the 15 to 49 age group). The metropolitan area of Porto Alegre, is considered a hotspot of the Brazilian AIDS epidemic. Alvorada, with a 200 000 inhabitants’ population, is the poorest city in the metropolitan area of Porto Alegre. Its AIDS incidence rate is almost five times higher than the Brazilian rate. The Alvorada Cohort was held to try to understand this specific scenario. The current objectives of the cohort are to provide cohort-level information on the outcomes of HIV care in our specific scenario of vulnerability and higher HIV rates compared with Brazil. Methods Patients are eligible for inclusion in the Alvorada Cohort if they are infected by HIV and have had at least one outpatient visit with the infectious disease physician at the Alvorada Specialized Care Service. Standardized variables are collected through a specific standardized form on the basis of medical records from each outpatient visit. Variables collected include demographic characteristics, HIVrelated biological markers, AIDS-defining events, pregnancy, antiretroviral treatments, and the dates and causes of death, as reported in the medical records. Using national estimates of HIV prevalence for Brazil and surveillance data on newly diagnosed HIV/AIDS cases for Brazil and for Alvorada, we estimated the HIV prevalence in Alvorada in 2014 in the general population, among men and among women. After that, we estimated the number of people in each stage of the ideal HIV cascade of care for Brazil and for Alvorada. We then used cohort data on patients in care for HIV in Alvorada to estimate the time intervals between each step of the HIV cascade of care. Results From 2010 to 2015, the cohort enrolled 1009 HIV-positive patients into its HIV care and treatment program. From these, 75.5% are newly engaged to care, and 24.5% are transferred from another HIV specialized service. Over half of cohort were females (51.2%), with a median age of 36.5 years old. The median CD4 count at the baseline was 460 cells/mm3. In Brazil, the estimated HIV prevalence was 0.49% for men and 0.28% for women. In Alvorada, these prevalences were 1.36% in the general population, 1.49% among men and 1.25% among women. The overall median time from diagnosis to HIV viral suppression was 1.95 years, and it was not significantly different between men (1.74 years) and women (2.12 years). This time was divided into three steps: from diagnosis to the care entry, with a median time of 38 days; from care entry to the ART initiation, with a median time of 61 days; and from ART initiation to viral suppression, with a median time of 226 days. The time from HIV diagnosis to viral suppression showed great variability, reaching up to 28 years in our sample. Conclusions The HIV/AIDS epidemic in Alvorada is different from the rest of Brazil. The prevalence estimates are 3 times higher in Alvorada than in Brazil. There is a difference between men and women with women being more affected in Alvorada. This indicates the need for differentiated strategies to control HIV epidemic in the country.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectHIVpt_BR
dc.subjectAIDSen
dc.subjectCohorten
dc.subjectSíndrome de imunodeficiência adquiridapt_BR
dc.subjectEstudos de coortespt_BR
dc.subjectAntiretroviral therapyen
dc.subjectTerapia antirretroviral de alta atividadept_BR
dc.subjectTreatment cascadeen
dc.subjectContinuum of HIV careen
dc.titleQualificando a cascata do HIV : diferentes tempos até a supressão viral a partir dos dados da coorte de Alvoradapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor-coVigo, Álvaropt_BR
dc.identifier.nrb001136368pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Epidemiologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record