Show simple item record

dc.contributor.advisorFoppa, Murilopt_BR
dc.contributor.authorGonzalez, Vinícius Leitept_BR
dc.date.accessioned2020-12-30T04:22:43Zpt_BR
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/216961pt_BR
dc.description.abstractExiste controvérsia acerca da interrelação que a disfunção diastólica (DD) apresenta com função sistólica, alterações cardíacas estruturais e comorbidades clínicas na gênese de elevação das pressões de enchimento e consequente insuficiência cardíaca. A combinação de parâmetros ecocardiográficos como ferramenta de avaliação prognóstica gerou diretrizes clínicas adotadas globalmente, mas que apresentam comparabilidade incerta. Avaliamos como os critérios das diretrizes de DD publicadas em 2009 e 2016 impactam na concordância de prevalência total de DD e em suas categorias e o papel dos componentes estruturais do ventrículo esquerdo (VE) neste contexto. Em idosos consecutivos submetidos a ecocardiograma, observamos baixa concordância entre as diretrizes, com redução na proporção de DD (total e em todas as categorias) ao aplicar os critérios de 2016, cujo diagnóstico foi impulsionado principalmente pela presença de anormalidades estruturais do VE, reservando uma maior contribuição das anormalidades em Doppler para os graus mais avançados de DD.pt_BR
dc.description.abstractThere is controversy about the interrelation that diastolic dysfunction (DD) presents with systolic function, structural cardiac abnormalities and clinical comorbidities in the genesis of increased filling pressures and consequent heart failure. The combination of echocardiographic parameters as a prognostic tool has generated clinical guidelines adopted globally, but with uncertain comparability. We assessed how the criteria of DD guidelines published in 2009 and 2016 impact on the agreement of total prevalence of DD and its categories and the role of the structural components of the left ventricle (LV) in this context. In consecutive elderly participants submitted to echocardiogram, we observed low agreement between the guidelines, with a reduction in the proportion of DD (total and in all categories) when applying the 2016 criteria, whose diagnosis was mainly driven by the presence of 8 structural abnormalities of the LV, reserving a greater contribution of Doppler abnormalities to the more advanced degrees of DD.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectInsuficiência cardíaca diastólicapt_BR
dc.subjectPractice guidelineen
dc.subjectPressão sanguíneapt_BR
dc.subjectDiastolic functionen
dc.subjectEcocardiografia Dopplerpt_BR
dc.subjectDoppler echocardiographyen
dc.subjectLeft ventricular structural abnormalities.en
dc.subjectVentrículos do coraçãopt_BR
dc.subjectAnormalidades congênitaspt_BR
dc.subjectComorbidadept_BR
dc.subjectGuia de prática clínicapt_BR
dc.titleAvaliação da concordância na prevalência de disfunção diastólica segundo diferentes diretrizes clínicaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coSantos, Ângela Barreto Santiagopt_BR
dc.identifier.nrb001119276pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovascularespt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2020pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record