Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Denise Rossatopt_BR
dc.contributor.authorAzeredo, Ana Claudia Vasconcellospt_BR
dc.date.accessioned2020-02-15T04:20:24Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/205993pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O controle de infecção em ambientes de assistência médica é um componente essencial da estratégia pelo “Fim da Tuberculose (TB)”. A incidência de TB entre os profissionais de saúde (PS) pode ser um representante da eficácia das medidas de controle de infecção. Os objetivos deste estudo foram demonstrar a incidência de TB entre os OS e avaliar o impacto da implementação de medidas de controle de infecção. Métodos: Estudo de coorte retrospectivo em um hospital geral, terciário, afiliado à universidade. A incidência de TB entre os PS foi medida antes e depois de 2012 para avaliar o impacto das novas medidas de controle de infecção. Resultados: No total, 53 PS foram diagnosticados com TB de 2005 a 2018 e foram incluídos no estudo. A incidência de TB foi de 63,1 casos / 100.000 PS / ano. Técnicos de enfermagem (39,6%) e pessoal administrativo (22,6%) foram as categorias mais comuns afetadas. As exposições mais comuns à TB foram apenas pacientes internados (45,3%) e exposições externas (35,8%). O número de casos de TB antes e após a implantação das medidas de controle de infecção (antes e depois de 2012) foi de 42 (incidência: 111,9 casos / 100.000 PS / ano) e 11 (incidência: 26,2 casos / 100.000 OS / ano), respectivamente, diferença estatisticamente significante (p <0,0001). Conclusões: Encontramos alta incidência de TB entre os PS de um hospital terciário, que reduziu significativamente após a implantação de medidas de controle de infecção. Esses achados destacam a necessidade de monitoramento regular dos casos de TB, não apenas entre enfermeiros, médicos e pessoal de laboratório que trabalha nas enfermarias e departamentos de emergência, mas também entre o pessoal / ambiente administrativo.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction: Infection control in healthcare settings is a key component of the “End Tuberculosis (TB)” Strategy. TB incidence among healthcare workers (HCW) could be a proxy for the effectiveness of infection control measures. The objectives of this study were to demonstrate the TB incidence among HCW, and to evaluate the impact of the implementation of infection control measures. Methods: Retrospective cohort study in a general, tertiary care, university-affiliated hospital. The TB incidence among HCW was measured before and after 2012 to evaluate the impact of the new infection control measures. Findings: In total, 53 HCW were diagnosed with TB from 2005 to 2018 and were included in the study. The TB incidence was 63.1 cases / 100,000 HCW / year. Nurse technicians (39.6%) and administrative personnel (22.6%) were the most common categories affected. The most common exposures to TB were only inpatients (45.3%), and outside exposure (35.8%). The number of TB cases before and after the implementation of infection control measures (before and after 2012) was 42 (incidence: 111.9 cases / 100,000 HCW / year) and 11 (incidence: 26.2 cases / 100,000 HCW / year), respectively, a difference statistically significant (p<0.0001). Conclusions: We found a high TB incidence among HCW in a tertiary care hospital, that reduced significantly after the implementation of infection control measures. These findings highlight the need for regular monitoring of TB cases, not only among nurses, physicians, and laboratory personnel working in TB wards and emergency departments, but also among administrative personnel/settings.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectTuberculosept_BR
dc.subjectControle de infecçõespt_BR
dc.subjectPessoal de saúdept_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectContenção de riscos biológicospt_BR
dc.subjectHospitaispt_BR
dc.titleTuberculose em profissionais da saúde e o impacto da implantação de medidas de controle de infecçãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001110635pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record