Show simple item record

dc.contributor.advisorBristoti, Anildopt_BR
dc.contributor.authorFerret, Lizete Senandespt_BR
dc.date.accessioned2019-03-28T04:09:57Zpt_BR
dc.date.issued1990pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/189687pt_BR
dc.description.abstractO comportamento do enxofre do Carvão Leão frente à gaseificação foi estudado em planta bancada, leito fluidizado, utilizando-se ar e vapor d'água como agentes gaseificantes e processando-se somente Carvão Leão ou Misturas Carvão Leão/Calcário Rincão Bonito, misturas estas com relação molar Cacalcário/Scorvão (Ca/S) de O a 5, e em temperaturas de 850 a 950°C (1120 a 1220K).Para uma relação molar Ca/S de 3. uma redução de 70 a 90% na evolução de HzS foi observada, isto em relação a evolução de HzS na gaseificação do Carvão Leão sem adição de calário (Ca/S = 0). O teor de HzS nos gases da gaseificação de Mistura com Ca/S = 3 ficou em 150 a 300 ppm. Quando a relação molar Ca/S foi aumentada de O a 5, e a temratura mantida constante em 900°C, a evolução de HzS diminuiu exponencialmente, tendendo a uma estabilização na evolução de HzS no valor de Ca/S = 3.pt
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDessulfurizaçãopt_BR
dc.subjectCombustão do carvãopt_BR
dc.titleDessulfuração de gas de carvão : captura de H2S via calcário, em gaseificador leito fluidizadopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coCastellan, Jorge Luizpt_BR
dc.identifier.nrb000062128pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Engenhariapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Mecânicapt_BR
dc.degree.localPorto Alegrept_BR
dc.degree.date1990pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record