Mostrar registro simples

dc.contributor.authorMatos, Cristiano Cardoso dept_BR
dc.contributor.authorTeixeira, Bruno Costapt_BR
dc.contributor.authorCastro, Flavio Antonio de Souzapt_BR
dc.date.accessioned2018-07-28T02:46:35Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.issn1415-8426pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/180792pt_BR
dc.description.abstractOne of the great challenges for swim coaches is proper control of the training intensity. This issue is more complex when using equipment such as paddles and fins. Among intensity control parameters, blood lactate concentration is the standard for monitoring metabolic responses, and heart rate and perceived effort are practical and inexpensive methods. The aim of this study was to compare blood lactate concentration ([LA]), heart rate (HR) and rate of perceived exertion (RPE) in swimming training series without equipment and with paddles and fins. We evaluated 11 swimmers on three different days during sessions in a series of 12 repetitions of 50 m in front crawl. The first session was performed without equipment, maintaining perception exertion at 15 (15 points) of the 6-20 point Borg scale. In the second and third sessions, athletes should swim in the series with: (i) paddles and (ii) fins, at the same swimming speed of the series without equipment, in random order. [LA], HR and RPE at rest (after warm-up and before swimming series) and after the sixth and 12th repetitions were measured and compared. The mean speed for all series was 1.30 ± 0.13 m.s-1; fins and paddles presented lower final [LA] (respectively, 5.9 ± 0.3 and 8.1 ± 0.4 mmol.l-1) and HR values (respectively, 161.1 ± 15, 5 161.1 and 170.3 ± 13.3 170.3 bpm) in comparison to series without equipment (respectively, 10.8 ± 0.7 mmol.l-1 and 178.2 ± 4.3 bpm). Fins had lower final RPE values (12.5 ± 0.6 points) in relation to series without equipment (15.8 ± 0.2 points) and similar values in relation to swimming with paddles. Swimming series with equipment produced lower physiological demands in relation to swimming without equipment if performed at the same swimming speed as swimming without equipment.en
dc.description.abstractUm dos grandes desafios para treinadores de natação é o adequado controle da intensidade de treino. Essa questão é mais complexa quando utilizados equipamentos como palmares e nadadeiras. Dentre os parâmetros de controle de intensidade, a concentração sanguínea de lactato [LA] é padrão para acompanhamento de respostas metabólicas, e a frequência cardíaca (FC) e o esforço percebido (EP) são métodos práticos e baratos. Esse estudo teve como objetivo comparar a concentração sanguínea de lactato, a frequência cardíaca e o esforço percebido em série de treinamento de natação sem equipamentos, com palmares ou com nadadeiras. Foram avaliados 11 nadadores em três diferentes dias durante série de 12 repetições de 50 m nado crawl. A primeira foi realizada sem equipamentos mantendo a percepção relativa ao escore 15 da escala de 6 a 20 pontos de Borg. A segunda e terceira séries os atletas realizavam (i) utilizando palmares e (ii) utilizando nadadeiras, na mesma velocidade de nado da série sem equipamentos, em ordem aleatória. Foram mensuradas e comparadas [LA], FC e EP nos momentos repouso (pós-aquecimento e antes da série), após a sexta e a 12ª repetições. A velocidade média para todas as séries foi de1,30 ± 0,13 m.s-1; nadadeiras e palmares apresentaram menores valores finais de [LA] (respectivamente, 5,9 ± 0,3 e 8,1 ± 0,4 mmol.l-1) e de FC (respectivamente, 161,1 ± 15,5 e 170,3 ± 13,3 bpm) em relação ao nado sem equipamentos (respectivamente, 10,8 ± 0,7 mmol.l-1 e 178,2 ± 4,3 bpm). O nado com nadadeiras apresentou menores valores finais de EP (12,5 ± 0,6 pontos) em relação ao nado sem equipamentos (15,8 ± 0,2 pontos) e similares valores em relação ao nado com palmares. Séries de natação com equipamentos produzem menores demandas fisiológicas em relação ao nado sem equipamentos se realizadas na mesma velocidade de nado que o nado sem equipamentos.pt
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano. Florianópolis. Vol. 20, no. 2 (mar./abr. 2018), p. 155-163pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectMetabolismen
dc.subjectNataçãopt_BR
dc.subjectPerformanceen
dc.subjectFisiologia do exercíciopt_BR
dc.subjectSwimmingen
dc.titleInfluence of hand paddles and fins on blood lactate, heart rate and perceived exertion behaviorpt_BR
dc.title.alternativeInfluência do uso de palmares e nadadeiras no comportamento do lactato sanguíneo, da frequência cardíaca e do esforço percebido pt
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb001068913pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Thumbnail
   

Este item está licenciado na Creative Commons License

Mostrar registro simples