Show simple item record

dc.contributor.authorBorges, Gilberto Medeirospt_BR
dc.contributor.authorVaz, Marco Aureliopt_BR
dc.date.accessioned2017-11-18T02:34:49Zpt_BR
dc.date.issued2000pt_BR
dc.identifier.issn1414-9141pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/170367pt_BR
dc.description.abstractO objetivo deste trabalho foi determinar as relações entre a força e a velocidade de contração e a potência e a velocidade de contração de músculos dos membros inferiores em jogadores de futebol e indivíduos sedentários. Atletas de futebol de campo (n = 10) que treinam sistematicamente há 5 anos (mínimo) foram comparados com indivíduos sedentários (n - 13), que não estiveram engajados em programa de atividade física sistemática nos últimos 5 anos. Extensões de joelho foram executadas e a força máxima desenvolvida durante as contrações foi avaliada nas velocidades de 30°/$, 60°/ s, 90°/$, 1 20%, 1 80%, 240% e 300%. Uma relação linear inversa foi observada entre a força e a velocidade nos dois grupos, onde velocidades elevadas de contração foram responsáveis por uma diminuição nos níveis de força produzida. Os índices de força e potência foram maiores nos futebolistas que nos sedentários em todas as velocidades investigadas. Estes resultados sugerem que, durante movimentos de velocidade, os futebolistas têm a capacidade de desenvolver índices elevados de força, o que pode trazer vantagens práticas durante o jogo de futebol em diversas situações.pt_BR
dc.description.abstractThe purpose of this study was to determine the force-velocity relation and the power-velocity relationship of the lower limbs betwcen soccer players and sedentary subjects. Soccer playcrs (n = 1 0) that were training systematically for at least 5 years were compared with sedentary individuais (n = 1 3), that were not engaged in any systematic physical activity program in the last 5 years. Knee extensions were performed and the maximal developed force during the contractions was evaluated at the velocities of 30%, Ó0%, 90%, 1 20%, 1 80%, 2 40% and 300%. An inverse linear force-velocity relationship was observed in the two groups, such as highcr velocities were responsible for a decrease in force generation. Force and power produced were bigger in the soccer players than in the sedentary subjects in ali velocities investigated. These results suggest that, during fast movements, soccer players have the capacity of developing a higher force than sedentary subjects, what may bring practical advantages in several situations during a soccer game.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofRevista Perfil. Porto Alegre. Vol. 4, n. 4, (2000), p. 72-76pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectFutebolpt_BR
dc.subjectTreinamento de forçapt_BR
dc.subjectMúsculos : Fisiologiapt_BR
dc.titleEstudo comparativo da relação existente entre a força, a velocidade de contração e a potência muscular em jogadores de futebol e indivíduos sedentáriospt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000293488pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record