Show simple item record

dc.contributor.advisorReis, Roberta Alvarengapt_BR
dc.contributor.authorChristophe, Bernard Louizettept_BR
dc.date.accessioned2016-11-01T02:18:22Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/149384pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: O tabagismo é uma doença crônica, causada pela dependência de nicotina, e está diretamente relacionado à alta morbimortalidade, por comprometer a saúde física e mental de indivíduos e comunidades. Objetivo: Descrever as ações ofertadas na atenção básica aos tabagistas, resultando dos dados do segundo ciclo do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB). Metodologia: Estudo transversal, no qual foram analisados os dados de 29.778 equipes de saúde da família. Os dados emergem do Instrumento de Avaliação Externa para as Equipes de Atenção Básica, Módulo II - Entrevista com profissional da Equipe de Atenção Básica e Verificação de Documentos na Unidade de Saúde. Resultados: Entre as equipes participantes do programa, (54,0%) não apresentam cadastramento de usuários de tabaco, sendo que a região nordeste teve o maior número (20,6%) dessa categoria. Aproximadamente, a metade (50,3%) ofereceu tratamento aos tabagistas, por diversos meios: atividades em grupo e individuais. As atividades em grupo e individuais predominaram na região sudeste (12,2%), já que a região nordeste teve maior representatividade das atividades somente individuais (4,2%). As ações de prevenção do uso de álcool e tabaco estão presentes em (42,0%) das equipes de saúde na região centro-oeste. Para as ações desenvolvidas ao cuidado de pessoas tabagistas por regiões do Brasil, a região que mais desenvolve ações foi a região sudeste (20,0%), sendo que a região nordeste foi a que menos desenvolve ações para o cuidado de pessoas tabagistas (19,4%). Em relação aos quatro medicamentos (cloridrato de bupropiona, adesivo de nicotina, pastilha de nicotina, goma de mascar de nicotina), ofertados pela equipe, como tratamento a pessoas tabagistas, foi observado um mesmo padrão para as regiões do Brasil; região sudeste teve a maior frequência no uso desses quatro medicamentos; por outro lado, a região nordeste é a que menos usa esses medicamentos Conclusão: As ações ofertadas na Atenção Primária das Unidades de Saúde representam o eixo essencial para o melhor atendimento para pessoas tabagistas, sendo assim as equipes de todas as regiões do Brasil deveriam possuir mais atividades, distribuição adequada dos medicamentos, aconselhamento e capacitação dos profissionais para poder oferecer um serviço de qualidade na população tabagista.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction: Smoking is a chronic disease caused by nicotine addiction and is directly related to high morbidity and mortality, by compromising the physical and mental health of individuals and communities. Objective Describe the actions offered in primary care to smokers, from the data of the second cycle of Improvement Program Access and Quality in Primary Care (PMAQ-AB). Methods: Cross-sectional study in which data of 29,778 family health teams were analyzed. The data emerging from the Instrument of External Evaluation for the Care Teams Basic, Module II - Interview with professional Primary Care Team and Document Verification at the Health Unit Results: Among the participants of the program teams, over half (54.0%) of the teams do not have tobacco users, and the northeast had the largest number (20.6%) in this category. About half (50.3%) offered treatment to smokers, by various means: group activities and individual, only group, only individual. The group activities and individual activities predominated in the Southeast (12.2%), while in the Northeast there is greater representation of only individual activities (4.2%). Those of alcohol and tobacco prevention actions are present in 42.0% of health teams in the central western region. For the actions taken care of smoking people by regions of Brazil, the region that develops actions was the Southeast (20.0%), and the Northeast was the most do not develop actions for the care of smoking people (19.4%). For the four drugs (hydrochloride of bupropion, nicotine patch, nicotine tablet, nicotine chewing gum) offered by the team as a treatment to smoking people, it was observed the same pattern for the regions of Brazil. Southeast had the highest frequency in the use of the four drugs and on the other hand northeast region predominated for regions not use this drugs Conclusion: The shares offered in Primary Care of Health Units represent the essential axis for the best care for smoking people, so that the teams from all Brazilian regions should have more activities, proper distribution of medicines, advice and training of professionals to offer a quality service in the smoking population.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectTabagismopt_BR
dc.subjectSmokingen
dc.subjectPrimary health careen
dc.subjectAtenção à saúdept_BR
dc.subjectCentros de saúdept_BR
dc.subjectPrevention and controlen
dc.subjectUnified health systemen
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectTreatmenten
dc.titleAções em saúde para tabagistas na atenção primária no Brasil : o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de especializaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001005701pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.levelespecializaçãopt_BR
dc.degree.specializationCurso de Especialização em Saúde Públicapt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record