Mostrar registro simples

dc.contributor.authorNicoloso, Rodrigo da Silveirapt_BR
dc.contributor.authorBayer, Cimeliopt_BR
dc.contributor.authorDenega, Genuir Luispt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Paulo Armando Victória dept_BR
dc.contributor.authorHigarashi, Martha Mayumipt_BR
dc.contributor.authorCorrêa, Juliano Corullipt_BR
dc.contributor.authorLopes, Letícia dos Santospt_BR
dc.date.accessioned2014-08-08T02:07:25Zpt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.issn0103-8478pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/99319pt_BR
dc.description.abstractAs avaliações das emissões de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O) do solo são fundamentais para a determinação do potencial de práticas agrícolas em mitigar o aquecimento global. Este estudo avaliou a espectroscopia fotoacústica (EFA) para a determinação dos fluxos de gases de efeito estufa (GEE) do solo em comparação com o método padrão de cromatografia gasosa (CG). Dois experimentos de longa duração com diferentes sistemas de preparo do solo e rotação de culturas sobre um Argissolo foram avaliados usando câmaras estáticas. As medidas das concentrações de CO2 e N2O realizadas por EFA mostraram boa correlação e linearidade (R2=0,98 e 0,94; respectivamente) com os resultados de CG. Entretanto, as medidas de CH4 foram significativamente afetadas pela umidade da amostra de ar que interferiu na detecção do CH4 por EFA. A superestimativa das concentrações de CO2 e N2O nas amostras analisadas por EFA (14,6 e 18,7%; respectivamente) também foram relacionadas com o conteúdo de umidade da amostra. Os fluxos de CO2 e N2O mostraram boa correlação entre os métodos (R2=0,96 e 0,95; respectivamente), apesar da superestimativa dos fluxos determinados por EFA ter sido de 18,6 e 13,6% em relação aos resultados obtidos por CG, respectivamente. A EFA mostrou boa sensibilidade e foi capaz de detectar fluxos de CO2 e N2O tão baixos quanto 332mg CO2 m-2 h-1 and 21μg N2O m-2 h-1. A calibração detalhada do analisador fotoacústico para reduzir a interferência da umidade das amostras nas medidas das concentrações de CO2, CH4 e N2O deve ser realizada a fim de evitar superestimativa ou erro na determinação dos fluxos de GEE do solo.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoengpt_BR
dc.relation.ispartofCiência rural. Santa Maria. Vol. 43, n. 2 (fev. 2013), p. 262-269pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectNo-tillageen
dc.subjectPlantio diretopt_BR
dc.subjectPlantio convencionalpt_BR
dc.subjectConventional tillageen
dc.subjectCover cropsen
dc.subjectINNOVA 1412en
dc.titleGas chromatography and photoacoustic spectroscopy for the assessment of soil greenhouse gases emissionspt_BR
dc.title.alternativeCromatografia gasosa e espectroscopia fotoacústica para avaliação das emissões de gases de efeito estufa do solo pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000918498pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Thumbnail
   

Este item está licenciado na Creative Commons License

Mostrar registro simples