Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Paulo Regis Ferreira dapt_BR
dc.contributor.authorFreitas, Thais Fernanda Stella dept_BR
dc.date.accessioned2010-05-15T04:17:19Zpt_BR
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.issn0103-8478pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/22280pt_BR
dc.description.abstractA dependência do petróleo e a poluição gerada pelo óleo diesel são as grandes desvantagens do uso deste combustível, o que vem estimulando a busca por fontes energéticas alternativas. Biodiesel é o combustível derivado de óleos vegetais ou de gordura animal que pode substituir total ou parcialmente o óleo diesel derivado de petróleo. Pode ser obtido por diferentes processos, como craqueamento, transesterificação ou esterificação, tendo glicerina como subproduto. A transesterificação é o método estimulado pelo Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel no Brasil, consistindo na reação química de triglicerídios com álcoois (metanol ou etanol) na presença de um catalisador (NaOH). O objetivo desta revisão é discutir as vantagens e as desvantagens que a produção de biodiesel traz para a agricultura e o ambiente e a competição que pode ocorrer por recursos naturais entre a produção de alimentos e a de combustível. O biodiesel, além de ser obtido de fontes renováveis, tem como vantagens a menor emissão de gases poluentes e a menor persistência no solo. Entretanto, o custo de produção atualmente é maior e o balanço energético, apesar de variar com o sistema de produção utilizado, é menos favorável em relação ao óleo diesel. A maior demanda por grãos oleaginosos promoverá a utilização de mais espécies nos sistemas de produção em todo o país. Na Região Sul, tem sido dado maior enfoque às culturas da soja, girassol, canola e mamona. Esta última, incentivada em regiões de baixa disponibilidade hídrica, está sendo melhorada geneticamente para produção de biocombustível. Tem como desvantagem a presença de ricina, substância tóxica ao homem e que pode contaminar o ambiente. O girassol e a canola produzem óleos “nobres” para alimentação humana, com altos teores de ácidos graxos poliinsaturados. O biodiesel constitui-se em uma boa alternativa para a substituição parcial ou total do óleo diesel, mas as vantagens ambientais e agrícolas dependem de estudos pendentes em vários elos da cadeia produtiva.pt_BR
dc.description.abstractThe petroleum dependence and the pollution generated by its use are the big disadvantages of this fuel, which demand look for another source of energy. Biodiesel is the fuel obtained from vegetables oils or animal fat, which can substitute petroleum diesel, total or partially. Three processes are possible to obtain biodiesel: cracking, tranesterfication or esterification, having glycerin as a derivate. The Brazilian National Program for Production and Use of Biodiesel stimulates the transesterification process, which is the chemical reaction of the triglycerides with alcohols (methanol or ethanol) using a catalyst (NaOH). The goal of this revision was to discuss the advantages and disadvantages that biodiesel production can bring for agriculture and environmental and the competition that could occur for natural resources between food and fuel production. The biodiesel obtained from renewable sources has as advantages the lower pollutant it gases emission and lower persistence in the soil. However, it has a higher cost production than petroleum diesel and the energy balance is less favourable, although it can vary with the system production used. The higher demand for oleaginous grains will increase the number of species used in crop production. In the south of Brazil, the species more stimulated are soybean, sunflower, canola and castor plant. Castor, that is an alternative for drought regions, is being genetically modified for fuel production, but it has the big disadvantage of ricin production, which is very poisonous for human and environment. Sunflower produces a very healthy oil for human use, with high levels of fat poliinsaturated acids. Biodiesel is a good alternative to substitute partial or totally petroleum diesel, but the environmental and agricultural advantages depend on studies in every link of its production chain.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofCiência rural, Santa Maria. Vol. 38, n. 3 (maio/jun. 2008), p. 843-851pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectBiocombustívelpt_BR
dc.subjectbiofuelen
dc.subjectrenewable energyen
dc.subjectBiodieselpt_BR
dc.subjectPlanta oleaginosapt_BR
dc.subjectOil cropsen
dc.subjectEnergia : Fontes renováveispt_BR
dc.subjectEnergy costen
dc.titleBiodiesel : o ônus e o bônus de produzir combustívelpt_BR
dc.title.alternativeBiodiesel: the charge and the bond of the fuel producing en
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000639651pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record