Show simple item record

dc.contributor.authorBrock, Ana Lilianpt_BR
dc.contributor.authorMaraschin, Claricept_BR
dc.date.accessioned2020-01-21T04:14:57Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.issn2175-3369pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/204648pt_BR
dc.description.abstractO trabalho aborda as aglomerações urbanas e seus possíveis efeitos na estrutura espacial das cidades que as compõem. Uma aglomeração urbana pressupõe a existência de fortes inter-relações socioespaciais entre cidades próximas e complementaridade entre atividades (habitação, emprego, estudo, serviços, entre outras). O objetivo deste trabalho é analisar os prováveis efeitos da atratividade entre cidades aglomeradas, nas escalas intra e interurbana. O artigo enfoca especificamente a relação habitação-consumo e toma como estudo empírico três cidades aglomeradas na região da Serra Gaúcha (Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa). A metodologia do trabalho é de natureza quantitativa e se fundamenta em modelos configuracionais urbanos. As três cidades são representadas como um sistema espacial possibilitando a análise de dois cenários: as cidades separadas e em conjunto. Aplica-se o Modelo de Polaridade como indicador de atratividade relativa, que permite inferir um determinado tipo de complementaridade entre unidades do espaço urbano. A metodologia permitiu a comparação entre os cenários, fornecendo uma primeira medida da hierarquia espacial gerada na relação de consumo entre as cidades. As conclusões procuram evidenciar as potencialidades e limites da metodologia apresentada.pt_BR
dc.description.abstractThis paper focuses on the urban agglomerations and their effects on the spatial structure of the individual cities. An urban agglomeration implies the existence of strong socio-spatial relationships between nearby cities and complementarity between activities (housing, employment, study, services, among others). The objective of this paper is to present a methodology for the analysis of the probable effects of attractiveness between agglomerated cities, in intra-urban and regional scales. The article specifically focuses on the housing-consumption relationship and takes three agglomerated cities in the region of Serra Gaúcha (Bento Gonçalves, Garibaldi and Carlos Barbosa) as an empirical study. The paper applies a quantitative approach based on urban configurational models. The three cities are represented as a spatial system enabling the analysis of two scenarios: individual cities and the unified system. The Polarity model is used as an indicator of the relative attractiveness, inferring a certain type of complementarity between urban space units. The methodology enabled the comparison between the scenarios, providing a first measure of the spatial hierarchy generated for the consumption among the cities. The conclusions seek to highlight the potentialities and limits of the presented methodology.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofUrbe : revista brasileira de gestão urbana. Paraná. Vol. 11 (out. 2019)pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectUrban agglomerationen
dc.subjectAglomeracoes urbanaspt_BR
dc.subjectConfiguração espacialpt_BR
dc.subjectConfigurational modelsen
dc.subjectRetail and servicesen
dc.subjectSetor terciáriopt_BR
dc.subjectCidades : Rio Grande do Sulpt_BR
dc.subjectImpactsen
dc.titleConfiguração espacial em cidades aglomeradas : explorando os efeitos da atratividade do terciário na região da Serra Gaúcha, RSpt_BR
dc.title.alternativeSpatial configuration in urban agglomerations : effects of retailing attractiveness in Serra Gaúcha Region, Brazilen
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb001109910pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record