Show simple item record

dc.contributor.advisorPrado, João Fernandopt_BR
dc.contributor.authorFrozza, Cristiane Fragapt_BR
dc.date.accessioned2019-10-04T03:48:55Zpt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/200127pt_BR
dc.description.abstractCyanobacteria é considerado um grupo extremamente diverso, existente em uma grande variedade de ambientes, tais como rios, lagos, desertos e nos polos, onde podem ser encontradas sobre neve e geleiras. Muitas espécies são marinhas ocupando, principalmente, a zona mesolitorânea, onde a diversidade é considerada igualmente alta. Este trabalho objetiva contribuir com o conhecimento da biodiversidade de Cyanobacteria de ambientes marinhos meso e eurihalinos, na região costeira do Rio Grande do Sul, uma vez que é reduzido o número de trabalhos referentes a este grupo. Para tanto, foram realizadas coletas mensais de outubro de 2015 a abril de 2016, ao longo do canal do estuário do Rio Tramandaí, nos pilares da plataforma de pesca do município de Tramandaí e ainda uma coleta de mar aberto na monoboia da Transpetro também em Tramandaí. O material coletado por raspagem do substrato foi armazenado em sacos plásticos e frascos, mantidos em refrigeração para análise preliminar do material vivo. Após análise, o material foi fixado em formalina 4%. A análise taxonômica foi realizada com auxílio de estereomicroscópio e microscópio do laboratório de Biologia do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (CECLIMAR), do Instituto de Biociências da Universidade Federal Rio Grade do Sul, em Imbé. Foram analisados, sempre que possível dez indivíduos de cada espécie e confeccionadas, no mínimo, cinco lâminas para cada amostra. A ordenação taxonômica segue a proposta por Komárek et al. (2014). Foram identificados 14 táxons pertencentes à Oscillatoriales, à Synechoccocales e à Nostocales. A ordem mais representativa foi Oscillatoriales com nove táxons, seguida de Synechoccocales com quatro e Nostocales com uma. A família com o maior número de táxons foi Oscillatoriaceae com cinco espécies seguida de Leptolyngbyaceae com três espécies. Phormidium aerugineo-caeruleum (Gomont) Anagnostidis & Komárek e Scytonematopsis crustacea (Thuret ex Bornet & Flahault) Kovácik & Komárek, foram as espécies que ocorreram em mais estações de coleta. As espécies identificadas apresentaram um alto índice de sobreposição e variabilidade morfológica, tornando-se necessário um estudo mais aprofundado na região. Este estudo figura-se um importante subsídio para a realização de trabalhos futuros.pt_BR
dc.description.abstractCyanobacteria is considered an extremely diverse group, which exists in large varieties of environments, such as rivers, lakes, deserts and at the poles, where Cyanobacteria can be found on snow and glaciers. Many species are marine specially growing on a mesolithic zone, where the diversity is considered high. This work aims to contribute to the knowledge of the biodiversity of Cyanobacteria from meso and eurihaline marine enviroments, in the coastal region of Rio Grande do Sul, since the number of works related is reduced for this group. For that, samples were collected monthly from October 2015 to April 2016, along the channel of the Tramandaí River estuary, in Imbé, on the pillars of the fishing platform and open sea, in the mooring buoy of Transpetro, both in municipality of Tramandaí. The material collected by scraping the substrate was stored in plastic bags and flasks, and kept in refrigeration for preliminary analysis of living material. After analysis, the material was fixed in 4% formalin. The taxonomic analysis was performed using a stereomicroscope and microscope from the Biology Laboratory of the Center for Coastal, Limnological and Marine Studies (CECLIMAR), from the Institute of Biosciences of the Federal University of Rio Grande do Sul, in Imbé. Ten individuals of each species were analyzed whenever possible, and at least five slides were prepared for each sample. The taxonomic order follows the proposal by Komárek et al. (2014). Fourteen taxa belonging to Oscillatoriales, to Synechoccocales and to Nostocales were identified. The most representative order was Oscillatoriales with nine taxa, followed by Synechoccocales with four and Nostocales with one. The family with the highest number of taxa was Oscillatoriaceae with five species followed by Leptolyngbyaceae with three species. Phormidium aerugineo-caeruleum (Gomont) Anagnostidis & Komárek and Scytonematopsis crustacea (Thuret ex Bornet & Flahault) Kovácik & Komárek were the species that occurred in in more collection stations. The species identified had a high index of overlapping and morphological variability, requiring a more detailed study in the region. This study constitutes an important subsidy for future work.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectCyanobacteriaen
dc.subjectCianobactériaspt_BR
dc.subjectTaxonomyen
dc.subjectTramandaí, Rio, Estuário do (RS)pt_BR
dc.subjectImbé (RS)pt_BR
dc.titleDiversidade de Cyanobacteria filamentosas de ambientes marinhos e estuarinos da Região de Imbé e Tramandaí, Rio Grande do Sul, Brasilpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001014901pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2017pt_BR
dc.degree.graduationCiências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bachareladopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record