Show simple item record

dc.contributor.authorHaas, Jaqueline Mallmannpt_BR
dc.contributor.authorRambo, Anelise Gracielept_BR
dc.contributor.authorBolter, Jairo Alfredo Genzpt_BR
dc.date.accessioned2019-02-07T02:32:54Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.issn1678-9059pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/188578pt_BR
dc.description.abstractCada vez mais, o mercado mundial de alimentos é marcado por um processo de oligopolização, no qual grandes corporações transnacionais produzem e ofertam alimentos padronizados. No Brasil, a criação de Núcleos de Agroecologia e Produção Orgânica (NEAs), via políticas federais e interação com Instituições de Ensino Superior, representa experiências que habilitam a construção de sistemas agroalimentares alternativos, que reconhecem saberes dos agricultores familiares, fortalecem relações mais sustentáveis com o ambiente e contribuem com a segurança e soberania alimentar. São atualmente mais de 150 iniciativas. Considerando esse contexto, realizam-se análises com base em uma revisão teórica sobre a trajetória e as repercussões territoriais dos NEAs no Brasil, passando ao caso específico do Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Essa região, com histórica existência de produção agroecológica e orgânica, destaca-se pela dificuldade de comercialização in loco. Neste caso, investiga-se as repercussões territoriais da implementação do NEA Litoral Norte junto ao Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em especial, a organização de um grupo de consumidores, para a estruturação de compra direta dos produtores. Além disso, as ações no Núcleo abrangem reuniões e diálogos com atores sociais e políticos que atuam nos temas políticas públicas, agricultura familiar e agroecologia. Os resultados apontam que as experiências que perpassam os NEAs têm a potencialidade de constituir circuitos curtos de comercialização, mais sustentáveis do ponto de vista ambiental, econômico e cultural, contribuindo assim para a promoção do desenvolvimento regional.pt_BR
dc.description.abstractIncreasingly, the world food market is marked by a process of oligopolization, in which large transnational corporations produce and offer standardized food. In Brazil, the creation of Agroecology and Organic Production Centers (NEA), via federal policies and interaction with Higher Education Institutions, represents experiences that enable the construction of alternative agro-food systems, which recognize the knowledge of family farmers, strengthen more sustainable relationships with the environment and contribute to food security and sovereignty. There are currently more than 150 initiatives. Considering this context, analyzes are carried out based on a theoretical revision on the trajectory and territorial repercussions of the NEAs in Brazil, going to the specific case of the North Coast of Rio Grande do Sul. This region, with historical existence of agroecological and organic production, stands out due to the difficulty of marketing in loco. In this case, we investigate the territorial repercussions of the implementation of NEA North Coast next to the Campus of the Federal University of Rio Grande do Sul, in particular, the organization of a group of consumers, for the structuring of direct purchase of the producers. In addition, the actions in the Nucleus include meetings and dialogues with social and political actors who work on public policy, family agriculture and agroecology. The results indicate that the experiences that pass through the NEAs have the potential to constitute short circuits of commercialization, more sustainable from an environmental, economic and cultural point of view, contributing to the promotion of regional development.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofColóquio (Taquara) : revista das Faculdades de Taquara [recurso eletrônico]. Vol. 16, n. 2 (2019), p. 185-205.pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAgroecologiapt_BR
dc.subjectConsumptionen
dc.subjectProductionen
dc.subjectProdução orgânicapt_BR
dc.subjectAgroecologyen
dc.subjectDesenvolvimento regionalpt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectUniversityen
dc.subjectNEAen
dc.titleOs Núcleos de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica (NEA) enquanto mecanismos de desenvolvimento regional : algumas consideraçõespt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb001086382pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record