Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Letícia dept_BR
dc.contributor.authorKleemann, Nicolept_BR
dc.date.accessioned2018-09-20T02:29:16Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/182255pt_BR
dc.description.abstractO objetivo desse trabalho foi investigar se os municípios da região Noroeste do Rio Grande do Sul, por meio dos dados do PRONAF, Coeficiente de Gini e Índice de Desenvolvimento Humano, esses dois últimos como índices que medem a qualidade de vida, obtiveram melhoria dos mesmos comparando os anos de 2000 e 2010. Embora o período analisado seja restrito a uma década, a hipótese é que com o aumento dos números do PRONAF, tanto de contratos ou valores investidos, ocorreu melhoria nos índices escolhidos para analise, indicando consequentemente, uma melhoria na qualidade de vida. A metodologia utilizada foi, com a junção desses dois índices, criar uma classificação nova que indica se ocorreu a evolução da qualidade de vida ou não. Analisando os dados, se os números de contratos ou valores aplicados aumentaram ou diminuíram em relação aos dois anos em estudo, os 216 municípios da região foram classificados, conforme proposta elaborada. A conclusão foi que o PRONAF pode ter auxiliado para o aumento de qualidade de vida na região observada.pt_BR
dc.description.abstractThe purpose of this study was to verify through the HDI, Gini Coefficient and PRONAF, if the increase in contracts and values of PRONAF, helped increase the quality of life in the Northwest region of Rio Grande do Sul. Therefore, PRONAF data, the sector specific public policy, was used to make the connections with the HDI and GINI. IDH and GINI, in turn, are data chosen to measure the quality of life, which is verified if the indexes improve from one period to another. The periods chosen for comparison, because of the availability of data, were the years 2000 and 2010. The methodology chosen was, with the addition of these two indices, to create a new classification that indicates whether the evolution of the quality of life occurred or not. Analyzing whether the numbers of contracts or amounts applied increased or decreased in relation to the two years, the 216 cities of the region were classified. The conclusion was that PRONAF may have helped to increase the quality of life in the region.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectFamily farmingen
dc.subjectAgricultura familiar : Rio Grande do Sulpt_BR
dc.subjectQuality of lifeen
dc.subjectPRONAFen
dc.titleAgricultura familiar : uma análise na Região Noroeste do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001076662pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Ciências Econômicaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.graduationCiências Econômicaspt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record