Show simple item record

dc.contributor.advisorKucharski, Luiz Carlos Riospt_BR
dc.contributor.authorPasetto, Marina Cavagnipt_BR
dc.date.accessioned2018-02-27T02:24:10Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/172930pt_BR
dc.description.abstractO aumento da população e com ela o desenvolvimento industrial e tecnológico, trazem consigo a melhoria da qualidade de vida, porém, maior exploração de recursos naturais. Os recursos hídricos são um dos mais explorados e agredidos e vêm sofrendo impactos que alteram a qualidade e quantidade de água disponível. O objetivo do trabalho foi analisar os efeitos do consumo de água bruta da lagoa Emboaba sobre o perfil metabólico de ratos. Foram utilizados 16 ratos da linhagem Wistar e foram divididos em dois grupos: controle (CTR): tratados com água mineral Valle Vita® e o grupo Emboaba (EMB): tratados com água coletada da lagoa Emboaba durante 46 dias. Foram verificados os parâmetros morfométricos do baço, coração, fígado, rins, tecido adiposo e testículos e também a massa corpórea dos animais nos dias 15 e 46 de experimento. Foram quantificados os níveis séricos de colesterol total, glicose, triglicerídeos, ureia e avalição do glicogênio hepático. Após as dosagens, os dados foram analisados estatisticamente com teste t de Student quando paramétrico e Mann-Whitney quando não paramétrico para verificação das significâncias estatísticas e um P<0,05. As análises das amostras de água da lagoa foram fornecidas pela Companhia Rio Grandense de Saneamento (CORSAN) e os dados da água Valle Vita® foram retiradas do rótulo da embalagem. O tratamento com água da lagoa demonstrou aumento significativo nos índices morfométricos dos testículos e na concentração sérica de ureia. Os outros parâmetros não resultaram em alterações estatisticamente significativas. Os parâmetros físico-químicos e biológicos da água da lagoa Emboaba, na sua grande maioria estão em conformidade com a Resolução CONAMA nº 357 de 2005, com exceção do alumínio total e ferro. Conclui-se que houve um efeito da agua da Emboaba sobre o metabolismo, entretanto outros testes são necessários para avaliarmos quais/qual substância (s) presente (s) na água da lagoa Emboaba possa estar alterado. Mesmo que, a maioria dos parâmetros avaliados pela CORSAN estejam dentro dos limites preconizados pela lei vigente.pt
dc.description.abstractIncreased population and industrial and technological development bring the best quality of life, but greater exploitation of natural resources. Water resources are one of the most exploited and assaulted and are suffering impacts that alter the quality and quantity of water available. The objective of this work was to analyze the effects of raw water consumption of the Emboaba lagoon on the metabolic profile of rats. Sixteen Wistar rats were divided into two groups: control (CTR): treated with Valle Vita® mineral water and the Emboaba group (EMB): treated with water collected from the Emboaba lagoon for 46 days. The morphometric parameters of the spleen, heart, liver, kidneys, adipose tissue and testes were verified and also the body mass of the animals on days 15 and 46 of the experiment. Serum levels of total cholesterol, glucose, triglycerides, urea and hepatic glycogen were quantified. After the dosages, the data were analyzed statistically with Student's test when parametric and Mann-Whitney when non-parametric for the statistical significance selection and P <0.05. Analyzes of the water samples from the pond were provided by Companhia Rio Grandense de Saneamento (CORSAN) and the Valle Vita® water data were taken from the packaging label. The treatment with water of the lagoon demonstrated a significant increase in the morphometric indexes of the testes and the concentration of urea. The other parameters are not statistically significant. The physico-chemical and biological parameters of the water of the lagoon Emboaba, in the great majority are in conformity with the CONAMA Resolution nº 357 of 2005, with the exception of total aluminum and iron. It is concluded that an effect of the Emboaba water on the metabolism occurred, among other tests are necessary to evaluate which experiment substance (s) present in the water of the lagoon Emboaba may be altered. Even though, most of the parameters by CORSAN are within the limits recommended by current law.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectLagoas costeiras : Rio Grande do Sul, Litoral nortept_BR
dc.subjectRat Metabolismen
dc.subjectWtarer pollutantsen
dc.subjectAquatic ecotoxicologyen
dc.subjectEmboaba lagoonen
dc.subjectEndocrine disruptersen
dc.titleEfeito do consumo de água da Lagoa da Emboaba (Osório, RS, Brasil) sobre o metabolismo de ratospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001059873pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.graduationCiências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bachareladopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record