Show simple item record

dc.contributor.authorCollischonn, Giselapt_BR
dc.date.accessioned2017-09-27T02:24:56Zpt_BR
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.issn0102-3527pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/168903pt_BR
dc.description.abstractA análise do sândi no português brasileiro revela que vogais com acento primário tendem a ser preservadas. A questão que discutimos é o modo como essa precedência entre acento e sândi pode ser explicada em termos de restrições, em uma perspectiva da Teoria da Otimalidade. Procuramos explorar aqui uma abordagem proposta em McCarthy (2008b) para a precedência de acento sobre síncope: o Serialismo Harmônico. Nessa perspectiva, o mapeamento entre input e output segue em passos, cada passo sujeitando-se a uma avaliação do mesmo conjunto hierarquizado de restrições. Apresenta-se uma proposta de análise da interação acento e sândi em português. O trabalho objetiva contribuir para a discussão de fenômenos que precisam de uma análise ‘serialista’ em OT.pt_BR
dc.description.abstractThe analysis of hiatus resolution in Brazilian Portuguese shows that vowels with primary stress tend to be preserved. The question we approach in this paper is how this priority between stress and sandhi can be explained in terms of constraints in an Optimality Theory perspective. We explore here a recent proposal by McCarthy (2008), which accounts for the priority of stress over syncope: Harmonic Serialism. In this perspective, the mapping between input and output follows in steps, each step subjected to the evaluation of the same ranking of restrictions. The ilustration of this version of OT is made on the basis of the analysis of syncope in Latin, presented by Jacobs (2008). After that, an analysis of the interaction stress and sandhi in Portuguese is presented. The aim of this article is to contribute for the understanding of phenomena that urge for a serialist approach in OT.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofLetras & letras : revista do Instituto de Letras e Lingüística da Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, MG. Vol. 28, n. 1 (jan./jun. 2012), p. 13-27pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectLíngua portuguesapt_BR
dc.subjectStressen
dc.subjectVowel sandhien
dc.subjectAcentuaçãopt_BR
dc.subjectConstraintsen
dc.subjectSândi vocálicopt_BR
dc.subjectSerialismen
dc.subjectTeoria da otimidadept_BR
dc.titleSândi vocálico no portugês brasileiro : como o acento determina sua realizaçãopt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000897728pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record