Show simple item record

dc.contributor.advisorCarvalho, Ana Maria Albani dept_BR
dc.contributor.authorSoledar, Jorge Luiz Dutrapt_BR
dc.date.accessioned2009-06-19T04:12:32Zpt_BR
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/16154pt_BR
dc.description.abstract"Não-objeto" é um conceito criado por Ferreira Gullar, através do ensaio "Teoria do não-objeto" (1959), de odo a especificar o sentido da obra ou da experiência vivida pela arte neoconcreta. O corpus teorico ensaiado no texto, ainda pouco estuda, destaca certo trabalhos de Lygia Clark (1958) e de Amilcar de castro (1959) como motivações dessas formulação. Aqui, estudo como o conceito do não-objeto está proposto no ensaio acima referido, e também como a teoria de arte neoconcreta pode ser caracterizada de "hermenêutica", segundo critério proposto por Anne Cauquelin (2005).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectNeoconcretismo : Artept_BR
dc.subjectNão-objeto : Artept_BR
dc.subjectTeoria da artept_BR
dc.titleEstudo aberto : um ensaio sobre o não-objeto como um mergulho na teoria neoconcretapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000685534pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Artespt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2008pt_BR
dc.degree.graduationArtes Visuais: Habilitação em História, Teoria e Crítica de Arte: Bachareladopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record