Show simple item record

dc.contributor.advisorFonseca, Laura Souzapt_BR
dc.contributor.authorSilva, Janaína Barbosa dapt_BR
dc.date.accessioned2017-04-28T02:22:42Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/157207pt_BR
dc.description.abstractO Grupo Trabalho e Formação Humana (GTFH) realiza oficinas em escolas da rede municipal e estadual e em serviços socioeducativos (SASE/ SCFV) da região da Grande Cruzeiro, uma atuação que teve seu início em 1998. Nessas oficinas, buscamos indícios e elementos de trabalho infantojuvenil explorado e violação de direitos das crianças e das/os adolescentes. Desde 2013 percebemos uma crescente de relatos, escritas e desenhos em que aparecem diversas formas de opressão. Neste trabalho, analiso como aparecem os relatos da opressão (especialmente as relativas a gênero e sexualidade, levando em conta recorte de classe social) nas oficinas, fazendo uma articulação entre os elementos encontrados e o estudo do referencial teórico sobre essa temática. Utilizo como método o materialismo histórico-dialético, para uma pesquisa qualitativa cuja metodologia é a análise de documentos. Tomei como documentos, algumas regulações da educação e dos direitos das crianças e das/os adolescentes no Brasil, assim como os Diários de Campo do GTFH de 2013 a 2016. A partir da sistematização de dados: emergências do campo, legislação e referencial teórico estudado, faço um debate sobre as opressões relativas a gênero e sexualidade e como aparecem no específico daquela região. Este estudo pode ser aprofundado avançando na análise das múltiplas expressões com quais crianças e adolescentes expõem os diferentes tipos de opressão, buscando apreender na totalidade das relações sociais como são se produzem e se reproduzem.pt
dc.description.abstractThe Work and Human Formation Group (GTFH) carries out a workshop in municipal and state schools and in socio-educational services (SASE/ SCFV) in the region of Grande Cruzeiro, an activity that began in 1998. In these workshops, we searched for signs and elements of child labor and violation of Rights of children and adolescents. Since 2013 we have seen a growing number of reports, writings and drawings in which various forms of oppression appear. In this work, was observed how the reports of oppression appears (especially those related to gender and sexuality, taking into account social class clipping) in the workshops, making an articulation with the elements found with the study of the theoretical reference on this theme. Historical-dialectical materialism was used in this study as a method and do a qualitative research that uses document analysis as an instrument. This study will analyze the documents that regulate the education and the rights of the children and the adolescents in Brazil, as well as the data present in the GTFH Field Diaries from 2013 to 2016. From the systematization of data, field emergencies, legislation and the theoretical framework studied, the study debates the oppressions related to gender and sexuality and how they appear specifically in that region.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectRelações de gêneropt_BR
dc.subjectSexualidadept_BR
dc.subjectCriançaspt_BR
dc.subjectAdolescentespt_BR
dc.titleComo as crianças e adolescentes expressam opressões relativas a gênero e sexualidade em oficinas extensionistas na grande Cruzeiro em Porto Alegrept_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001018181pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Educação Física, Fisioterapia e Dançapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.graduationEducação Física: Licenciaturapt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record