Show simple item record

dc.contributor.advisorMaçada, Antônio Carlos Gastaudpt_BR
dc.contributor.authorWerlang, Ricardo Rafaelpt_BR
dc.date.accessioned2016-09-27T02:14:22Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/148512pt_BR
dc.description.abstractAs Tecnologias de Informação Móveis e Sem Fio, tais como Smartphones, Tablets e Notebooks, estão cada vez mais inseridas na nossa vida pessoal e profissional. Com a popularização e facilidade de acesso a essas tecnologias em crescimento, os colaboradores têm capacidade de adquirir seus próprios dispositivos e estão preferindo usar estes nas tarefas laborais ao invés dos fornecidos pelas organizações. O motivo que se apresenta é de que com os seus dispositivos pessoais eles conseguiam desempenhar melhor as tarefas. Partindo deste contexto, o estudo objetivou medir o impacto desse melhor ajuste, dos dispositivos pessoais com as tarefas, na produtividade de seus usuários, do ponto de vista dos próprios usuários. O estudo se caracteriza como uma survey descritiva com base em dados quantitativos e foi realizado com 201 indivíduos que trabalham e utilizem a tecnologia para realizar suas tarefas. Baseado na literatura existente formulou-se um modelo adaptado do Task Technology Fit (GOODHUE e THOMPSON, 1995) para produtividade. Os dados obtidos na pesquisa foram testados estatisticamente através de Modelagem de Equações Estruturais baseado em Partial Least Squares. Os resultados apoiam as hipóteses apresentando indícios de que o melhor ajuste entre a tecnologia e a tarefa tem impactos positivos na produtividade dos usuários, sob a ótica de gerar benefícios no processo e no tempo das tarefas.pt
dc.description.abstractThe Mobile Information and Wireless Technologies, such as Smartphones, Tablets and Laptops are increasingly embedded in our personal and professional lives. With the popularity and ease of access to these growing technologies, employees are able to purchase their own devices and are preferring to use these in labor tasks rather than provided by the organizations. The reason that presents itself is that with their personal devices they could perform the tasks better. From this context, the study aimed to measure the impact of this best fit, personal devices with the tasks, on productivity of its members, from the point of view of users. The study is characterized as a descriptive survey based on quantitative data and was conducted with 201 individuals who work and use technology to accomplish their tasks. Based on existing literature was formulated an adapted model of the Task Technology Fit (GOODHUE and THOMPSON, 1995) to productivity. The data obtained in the study were statistically tested using structural equation modeling based on Partial Least Squares. The results support the hypothesis by presenting evidence that the best fit between the technology and the task has a positive impact on user productivity, from the perspective of generating benefits in the process and time of the tasks.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectMobile ITen
dc.subjectTecnologias de Informação e Comunicação (TICs)pt_BR
dc.subjectTask technology fiten
dc.subjectDispositivos móveispt_BR
dc.subjectProductivityen
dc.titleImpacto do ajuste da tecnologia à tarefa na produtividade do usuáriopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001002903pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Administraçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016/1pt_BR
dc.degree.graduationAdministraçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record