Show simple item record

dc.contributor.advisorCosta, Pedro de Almeidapt_BR
dc.contributor.authorSilva, Thais Vargas dapt_BR
dc.date.accessioned2016-09-27T02:13:27Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/148419pt_BR
dc.description.abstractTendo em vista que estudos a respeito das chamadas organizações alternativas estão surgindo gradativamente, revelando um contraponto à noção de que toda organização deve ser burocraticamente organizada e que o seu respectivo “tipo ideal” é capaz de entender qualquer experiência organizativa, este trabalho tem como problema de pesquisa a seguinte questão: As práticas organizacionais da Catarse - coletivo de comunicação podem caracterizá-la como uma organização alternativa? A pesquisa, que teve como método utilizado o Estudo de Caso, foi realizada a partir de análise documental, entrevistas semi-estruturadas e observação simples. O objetivo geral foi identificar se as práticas organizacionais encontradas na Catarse podem caracterizá-la como uma organização alternativa, e os objetivos específicos são os seguintes: (1) distinguir a organização dominante da organização alternativa; (2) estabelecer as diferenças entre as práticas organizacionais alternativas e dominantes (burocrática); e (3) apresentar e avaliar o modo de trabalho do Coletivo Catarse. O referencial teórico apresentou conceitos de Organização Dominante Burocrática e Organização Alternativa e diferenciou as práticas organizacionais destes dois modelos. Os dados coletados através de entrevistas, observação e consulta a documentos foram avaliados a partir de um quadro analítico construído pela pesquisadora, o qual foi utilizado como parâmetro para poder responder ao problema de pesquisa. Os resultados apontam que a Cooperativa Catarse pode ser considerada uma organização alternativa, pois são mínimos os traços burocráticos encontrados em suas práticas organizacionais. Ao mesmo tempo, é fenômeno importante e que merece ser aprofundado, a forma como esta ou outras organizações lidam com a sua contradição constituinte de ter que alternar permanentemente práticas alternativas com constrangimentos burocráticos que se impõem à sua existência formal.pt_BR
dc.description.abstractGiven that studies on the so-called alternative organizations are gradually emerging, releasing a counterpoint to the notion that every organization should be bureaucratically organized and their respective "ideal type" is able to understand any organizational experience, this work has the problem research the following question: Could be the Catarse Communication Collective´s organizational practices classify it as an alternative organization? The research, which was structured as a Case Study, was conducted from document analysis, semi-structured interviews and participant observation. The main objective was to identify whether organizational practices found in Catharsis can characterize it as an alternative organization, with the specific objectives (1) distinguish the traditional organization from alternative organization; (2) to establish the differences between alternative and traditional (bureaucratic) organizational practices; and (3) to present and critically evaluate the Catarse Communication Collective´s way of organizing. The theoretical concepts presented Traditional/Bureaucratic Organization and Alternative Organization, differentiated organizational practices between those two models and described the organization studied (Catarse Communication Collective). The data collected were evaluated from an analytical framework constructed by the researcher, which was used as a parameter to be able to answer the research question. The results show that the Catarse Communication Collective could be considered an alternative organization, as are minimal bureaucratic traces found in their organizational practices. At the same time, it is an important phenomenon that should be further investigated, trying to understand how this kind of organizations handle their very constituent tensions of having to switch permanently alternative practices with bureaucratic constraints that bind their formal existence.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectOrganizational practicesen
dc.subjectPráticas organizacionaispt_BR
dc.subjectAlternative organizationen
dc.subjectCatarse collectiveen
dc.titleOrganizações alternativas : uma análise das práticas organizacionais de uma cooperativa de mídia socialpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001002961pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Administraçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016/1pt_BR
dc.degree.graduationAdministraçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record