Show simple item record

dc.contributor.advisorCanuto, Raquelpt_BR
dc.contributor.authorLacerda, Bruna Montellipt_BR
dc.date.accessioned2016-07-20T02:19:02Zpt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/143768pt_BR
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: O Brasil ainda possui uma complexa configuração de situações de exclusão social e vulnerabilidade em grupos específicos e existem territórios, como o Distrito Glória/Cruzeiro/Cristal, em Porto Alegre, que, ainda hoje, não estão totalmente incorporados socialmente ao processo de desenvolvimento econômico e, consequentemente, possuem piores indicadores de saúde materno-infantil quando comparados às áreas mais desenvolvidas. Do ponto de vista nutricional, as fases iniciais da vida de uma criança (intra-útero e primeiro ano) são caracterizadas por processos fundamentais de crescimento e de desenvolvimento integral. Neste sentido, a prática do aleitamento materno por dois anos ou mais, sendo exclusivo nos primeiros seis meses, é recomendação do governo brasileiro, assim como a introdução de alimentação complementar adequada e saudável a partir dos seis meses. O reconhecimento das práticas de cuidado à saúde, das práticas alimentares e a identificação de situações de risco das famílias adstritas a um território é uma ferramenta importante na elaboração de plano de ações em saúde para prevenir morbimortalidade materno-infantil e promover hábitos saudáveis. OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo conhecer as características da gestação e as práticas alimentares de crianças de 6 a 12 meses de idade pertencentes ao território da Unidade de Saúde da Família Osmar Freitas, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. METODOLOGIA: A partir do contato com a Unidade e busca em prontuários, foi organizada uma listagem de mães com crianças de 6 a 12 meses. Com o auxílio dos Agentes Comunitários de Saúde, foram agendadas visitas domiciliares para realização de entrevista com as mães. Foi utilizado questionário pré-estruturado e testado, que tratou sobre as características sociodemográficas maternas, dados sobre a gestação, dados sobre a criança, dados sobre o aleitamento materno e dados sobre alimentação complementar. RESULTADOS e CONCLUSÕES: Os resultados apresentados indicam que, os índices de aleitamento materno são melhores que as médias nacionais, porém o problema central encontrado foi a inadequação na oferta de alimentação complementar, que também vai de encontro com muitos dados nacionais e com a realidade de saúde infantil do país. Faz-se necessário, portanto, a promoção da educação permanente para os profissionais da saúde com abordagem prioritária nas deficiências encontradas.pt_BR
dc.description.abstractBrazil has a complex configuration of social exclusion and vulnerability in specific groups and there are territories, such as the Health District Gloria/Cruise/Cristal in Porto Alegre, which even today are not fully incorporated socially to the development process economic and hence have worse indicators of maternal and child health when compared to more developed areas. From a nutritional point of view, the early stages of a child's life (in utero and first year) are characterized by fundamental processes of growth and overall development. In this sense, the practice of breastfeeding for two years or more, being unique in the first six months, it is the recommendation of the Brazilian government, as well as the introduction of adequate and healthy complementary feeding from six months. Recognition of health care practices, feeding practices and the identification of risk situations of the families enrolled to a territory is an important tool in the development of health actions plan for preventing maternal and child mortality and promote healthy habits. This study aims to know the pregnancy characteristics and the feeding practices of children 6-12 months of age belonging to the territory of the Family Health Unit Osmar Freitas, in Porto Alegre, Rio Grande do Sul. From contact with the Unit and search records, a list of mothers with children 6-12 months were organized. With the help of Community Health Agents were scheduled home visits to conduct interviews with the mothers. Was used pre-structured and tested questionnaire, which dealt with on maternal socio demographic characteristics, data on pregnancy, information about the children, data on breastfeeding and complementary feeding data. The results indicate that the breastfeeding rates are better than the national averages, but the main problem found was inadequate in additional power supply, which also goes against many national data and the reality child health in the country. It is necessary, therefore, to promote continuing education for health professionals with a priority approach to the deficiencies identified.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectHealth careen
dc.subjectAleitamento maternopt_BR
dc.subjectSuplementação alimentarpt_BR
dc.subjectMother and childen
dc.subjectPregnancyen
dc.subjectGravidezpt_BR
dc.subjectBreastfeedingen
dc.subjectComplementary feedingen
dc.titleCaracterísticas da gestação e práticas alimentares de crianças de 6 a 12 meses de idade pertencentes ao território de uma unidade de saúde de Porto Alegre-RSpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000997833pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2015pt_BR
dc.degree.graduationNutriçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record