Show simple item record

dc.contributor.authorSausen, Tanise Luisapt_BR
dc.contributor.authorRosa, Luis Mauro Gonçalvespt_BR
dc.date.accessioned2014-12-23T02:13:29Zpt_BR
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.issn0102-3306pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/108549pt_BR
dc.description.abstractA disponibilidade hídrica pode infl uenciar o ganho de carbono e o crescimento, com grande impacto na produtividade das plantas. Ricinus communis (L.), uma espécie resistente à seca, é uma cultura de grande importância econômica no Brasil, devido ao seu uso na indústria química e para a produção de biocombustíveis. Alguns dos mecanismos envolvidos na resistência à seca desta espécie foram analisados através de um progressivo estresse hídrico em plantas cultivadas em vasos sob condições de casa de vegetação. A suspensão da irrigação por 53 dias decresceu o conteúdo gravimétrico de água no solo e o potencial hídrico das folhas. O crescimento das plantas foi negativamente e signifi cativamente reduzido pelo aumento do défi cit hídrico do solo. Com a suspensão da irrigação, a assimilação de carbono e a transpiração foram reduzidas e permaneceram praticamente constantes ao longo do dia. A análise das curvas A/Ci demonstrou o aumento da limitação estomática, indicando que a limitação imposta pelo fechamento dos estômatos é o principal responsável pela redução da fotossíntese. A efi ciência de carboxilação e a taxa de transporte de elétrons não foram afetadas pelo estresse hídrico até 15 dias de suspensão da irrigação. A resistência à seca da mamona parece estar relacionada a uma resposta inicial e pronunciada do crescimento, a um efi ciente controle estomático e a capacidade de manter uma alta taxa de fi xação de CO2 sob condições de estresse hídrico.pt_BR
dc.description.abstractWater availability may infl uence plant carbon gain and growth, with large impacts on plant yield. Ricinus communis (L.), a drought resistant species, is a crop with increasing economic importance in Brazil, due to its use in chemical industry and for the production of biofuels. Some of the mechanisms involved in this drought resistance were analyzed in this study by imposing progressive water stress to pot-grown plants under glasshouse conditions. Water withholding for 53 days decreased soil water gravimetric content and the leaf water potential. Plant growth was negatively and signifi cantly reduced by increasing soil water defi cits. With irrigation suspension, carbon assimilation and transpiration were reduced and remained mostly constant throughout the day. Analysis of A/ Ci curves showed increased stomatal limitation, indicating that limitation imposed by stomatal closure is the main factor responsible for photosynthesis reduction. Carboxylation effi ciency and electron transport rate were not affected by water stress up to 15 days after withholding water. Drought resistance of castor bean seems to be related to a pronounced, early growth response, an effi cient stomatal control and the capacity to keep high net CO2 fi xation rates under water stress conditions.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoengpt_BR
dc.relation.ispartofActa botanica brasilica. Vol. 24, n. 3, (jul./set. 2010), p. 648-654pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEstresse hidricopt_BR
dc.subjectA/Ci curvesen
dc.subjectDiurnal changesen
dc.subjectFotossíntesept_BR
dc.subjectPhotosynthesisen
dc.subjectStomatal limitationsen
dc.subjectWater stressen
dc.titleGrowth and carbon assimilation limitations in Ricinus communis (Euphorbiaceae) under soil water stress conditionspt_BR
dc.title.alternativeCrescimento e limitações à assimilação de carbono em Ricinus communis (Euphorbiaceae) sob condições de estresse hídrico do solo pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.identifier.nrb000788306pt_BR
dc.type.originNacionalpt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record