Show simple item record

dc.contributor.advisorAyub, Marco Antônio Záchiapt_BR
dc.contributor.authorMachado, Angela da Silvapt_BR
dc.date.accessioned2012-05-26T01:36:18Zpt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/49217pt_BR
dc.description.abstractO estudo de cepas resistentes a compostos tóxicos, como o 5- hidroximetilfurfural (HMF) e furfural, gerados durante o pré-tratamento de materiais lignocelulósicos, é necessário para que hidrolisados lignocelulósicos possam ser uma alternativa viável na indústria do bioetanol. Uma levedura recentemente descrita, Spathaspora arborariae, possui potencial para produzir etanol utilizando esses hidrolisados como substrato. O objetivo deste trabalho foi submeter uma cepa de S. arborariae à adaptação a crescentes concentrações de furfural e HMF e comparar o perfil da cinética de crescimento e produção de etanol das cepas adaptadas em relação à parental. A exposição gradativa aos compostos tóxicos resultou em uma cepa adaptada, que tolera 5,5 g.L-1 de furaldeídos, denominada S. arborariae HF5,5 A cepa apresentou produtividade de etanol e produção de biomassa maior com relação à sensível na presença de furaldeídos.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEtanol : Produçãopt_BR
dc.titleAdaptação de Spathaspora arborariae a altas concentrações de compostos furânicos e seu perfil cinético para produção de etanol na presença de 5-hidroximetilfurfural e furfuralpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coSehnem, Nicole Teixeirapt_BR
dc.identifier.nrb000829416pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2011pt_BR
dc.degree.graduationCiências Biológicas: Bachareladopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record