Show simple item record

dc.contributor.advisorTondo, Eduardo Cesarpt_BR
dc.contributor.authorAmaral, Patrícia Heidrich dopt_BR
dc.date.accessioned2011-04-02T06:00:28Zpt_BR
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/28399pt_BR
dc.description.abstractA indústria brasileira exportadora de carnes passa por uma série de adaptações para ter seus produtos aceitos no competitivo mercado internacional. As principais mudanças são de ordem sanitária e de qualidade, começando por exigências legais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que torna obrigatória a implementação dos Programas de Autocontrole (PAC) em matadouros-frigoríficos, e por exigência específicas dos países importadores. O Brasil é atualmente o principal exportador de carne bovina no mundo e, portanto, normas sanitárias e controles de processo são importantes para prevenir Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e manter altos padrões de qualidade. Para isso, é necessária a implantação e implementação dos PAC, os quais são descritos neste trabalho.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectIndústria frigoríficapt_BR
dc.subjectBoas práticas de fabricaçãopt_BR
dc.titleProgramas de autocontrole em um matadouro-frigorífico de bovinospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coPaula, Cheila Minéia D. dept_BR
dc.identifier.nrb000770262pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Ciências e Tecnologia de Alimentospt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2010pt_BR
dc.degree.graduationEngenharia de Alimentospt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record