Mostrar el registro sencillo del ítem

dc.contributor.advisorPechansky, Flaviopt_BR
dc.contributor.authorMoçambique, Milton Armando Teresa Malaipt_BR
dc.date.accessioned2023-05-26T03:32:30Zpt_BR
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/258624pt_BR
dc.description.abstractO transtorno por uso de substâncias (TUS) está entre os principais fatores de risco para o comportamento suicida. Especialmente entre usuários de cocaína, a relação com o suicídio parece ser robusta. Estudos realizados no Brasil apontam que os comportamentos suicidas são frequentes em usuários de crack, mas os fatores preditores deste comportamento precisam ser mais bem elucidados. A literatura mostra também evidências da associação do uso do álcool com o suicídio, assim como traços de personalidade ansiosa ou impulsiva, histórico de trauma na infância, transtornos mentais e impulsividade. Percebe-se que o desafio-chave da prevenção do suicídio consiste inicialmente em identificar as pessoas em risco que a ele são vulneráveis e entender as circunstâncias que influenciam o seu comportamento autodestrutivo, para, posteriormente, propor ou traçar medidas de prevenção e estruturar intervenções eficazes. Esta tese tem como objetivos: 1) estimar, por meio de uma metanálise, a prevalência da ideação (IS) e da tentativa de suicídio (TS) em usuários de cocaína que procuram os serviços de saúde; 2) calcular a prevalência do comportamento suicida e dos fatores associados em indivíduos com transtorno por uso de álcool que estiveram internados no serviço de adição do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. No primeiro artigo, foram incluídos 20 artigos na revisão sistemática, totalizando 2.252 usuários de cocaína. A prevalência estimada de ideação suicida foi de 43,81% (IC 95% 31,10; 57,38) e de tentativa de suicídio de 27,71% (IC 95% 21,63; 34.73). Uma alta heterogeneidade foi observada entre os estudos, estimada em I² = 95% para ideação suicida e I² = 93% para tentativa de suicídio. A análise de subgrupos para o desfecho tentativa de suicídio demonstrou uma diferença estatisticamente significativa (p=0,03), considerando-se a qualidade dos estudos. A análise revelou uma importante heterogeneidade entre os estudos. Embora, para o desfecho tentativa de suicídio, a análise de subgrupos sugira que parte da heterogeneidade pode ser explicada pela qualidade dos estudos, é do nosso conhecimento que outros fatores não contemplados nesta metanálise podem ter uma influência relevante na heterogeneidade. No segundo artigo, a prevalência de TS na vida entre os usuários de álcool foi de 36,6%. Pacientes com maus-tratos na infância (RP = 1,75; IC95% 1,21 – 2,54; p = 0,003), com transtorno de personalidade borderline (RP = 1,82; IC95% 1,17 – 2,82; p = 0,008) e com maiores escores de impulsividade (RP = 1,03; IC95% 1,01 – 1,05; p = 0,011) apresentaram maior prevalência de TS na vida. Tais evidências indicam a necessidade de medidas para identificar precocemente estes comportamentos e tratá-los de forma adequada, visto que pacientes com pensamentos, tentativas ou planos têm maior predisposição para efetivação de suicídio, quando comparados a pacientes que nunca tiveram tal comportamento. Estudos demonstraram que a prevalência de tentativa de suicídio é de 20,8 a 34,6% para usuários de cocaína e de 28,3% a 40% para usuários de álcool. Estas prevalências são similares às encontradas neste estudo, apontando que, de fato, os usuários de álcool apresentam elevadas taxas de prevalência de TS. Os dados foram baseados em autorrelato retrospectivo de tentativa de suicídio, e os indivíduos podem subnotificar os dados e ter memória tendenciosa, especialmente por tratar-se de uma amostra de sujeitos com transtorno por uso de álcool.pt_BR
dc.description.abstractSubstance use disorders (SUD) are one of the main risk factors for suicidal behavior, and especially among cocaine users, the relationship with suicide appears to be significant. Studies carried out in Brazil indicate that suicidal behavior is frequent in crack users, but the predictive factors of this behavior require better elucidation. The literature also shows an association between alcohol use and suicide, as well as anxious or impulsive personality traits, a history of childhood trauma, mental disorders and impulsivity. Initially, the key challenges of suicide prevention are thought to be the identification of people at risk who are vulnerable to it, and the understanding of the circumstances that influence their self-destructive behavior, to subsequently propose or outline prevention measures and structure effective interventions. The objective of this thesis is to estimate, through a meta-analysis, the prevalence of suicide ideation (SI) and suicide attempt (SA) in cocaine users who seek health services, and the prevalence of suicidal behavior and associated factors in alcohol users in Álvaro Alvim Unit, in the city of Porto Alegre. The study envisaged the integration of two studies: a systematic review with meta-analysis, and a cross-sectional study in which secondary data from a convenience sample collected at the Addiction Psychiatry Service of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) were used. In our first paper, 20 articles were included in the systematic review, totalling 2,252 cocaine users. The estimated prevalence of suicidal ideation was 43.81% (CI 95 percent 31.10; 57.38) and suicide attempt was 27.71% (CI 95 percent 21.63; 34.73). High heterogeneity was noticed between studies, estimated at I² = 95% for suicidal ideation and I² = 93% for suicide attempts. The subgroup analysis for the suicide attempt outcome showed a statistically significant difference (p=0.03), considering the quality of the studies. Although for the suicide attempt outcome, the subgroup analysis suggests that part of the heterogeneity can be explained by the quality of the studies, it is our knowledge that other factors not considered in this meta-analysis might have a relevant influence on the heterogeneity. In the second article, the lifetime prevalence of SA among alcohol users was 36.6%. Patients with childhood maltreatment (PR = 1.75; 95%CI 1.21 – 2.54; p = 0.003), with borderline personality disorder (PR = 1.82; 95%CI 1.17 – 2.82; p = 0.008) and with higher impulsivity scores (PR = 1.03; 95%CI 1.01 – 1.05; p = 0.011) had a higher lifetime prevalence of SA. Such evidence indicates the need for measures to identify these behaviors early and treat them appropriately since patients with thoughts, attempts or plans are more predisposed to commit suicide when compared to patients who never had such behavior. Studies have shown that the prevalence of suicide attempts ranges from 20.8 to 34.6% for cocaine users and from 28.3% to 40% for alcohol users. These rates are similar to those found in this study, indicating that, alcohol users have high prevalence rates of SA. As data were based on retrospective self-reports of suicide attempts, individuals may have underreported data and there may have been memory bias, especially because the sample consisted of subjects with alcohol use disorder.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectSuicídiopt_BR
dc.subjectSuicideen
dc.subjectCocaínapt_BR
dc.subjectCocaineen
dc.subjectAlcoholen
dc.subjectÁlcoolpt_BR
dc.subjectTranstornos relacionados ao uso de substânciaspt_BR
dc.subjectSubstance use disorderen
dc.subjectChildhood traumaen
dc.subjectTrauma psicológico na infânciapt_BR
dc.subjectMental disordersen
dc.subjectTranstornos mentaispt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectImpulsivityen
dc.subjectAcesso aos serviços de saúdept_BR
dc.subjectImpulso (Psicologia)pt_BR
dc.titlePrevalência de comportamento suicida em usuários de cocaína e de álcool que acessam os serviços de saúdept_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor-coSchuch, Jaqueline Bohrerpt_BR
dc.identifier.nrb001168489pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Psiquiatria e Ciências do Comportamentopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2023pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Ficheros en el ítem

Thumbnail
   

Este ítem está licenciado en la Creative Commons License

Mostrar el registro sencillo del ítem