Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorSanvitto, Gilberto Luizpt_BR
dc.contributor.authorMenezes, Everson Ferreirapt_BR
dc.date.accessioned2010-09-03T04:19:17Zpt_BR
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/25531pt_BR
dc.description.abstractA obesidade é considerada um problema de saúde mundial, a qual vem assumindo características epidêmicas. O aumento de obesidade entre a população humana causa profundas conseqüências econômicas em relação a custos médicos diretos e indiretos, por estar associada com o aumento do risco de desenvolvimento de doenças que diminuem a qualidade e a expectativa de vida, podendo levar à morte prematura. Estas influências da obesidade têm feito que pesquisadores busquem esclarecer os mecanismos envolvidos no controle do peso corporal, utilizando-se, principalmente, de modelos experimentais animais; dentre os quais, esta a Dieta de Cafeteria, que promove o aumento de peso nos animais através do fornecimento de alimentos altamente palatáveis que constituem parte dos hábitos alimentares das pessoas de países ocidentais. Com relação a questões reprodutivas, uma determinada quantidade de energia armazenada no tecido adiposo é essencial para o sucesso da reprodução feminina, entretanto, o excesso de peso corporal possui efeito prejudicial à reprodução, relação que tem sido reconhecida há muitos anos. Com base no exposto anteriormente, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a função reprodutiva de ratas Wistar adultas, submetidas à Dieta de Cafeteria a partir dos 21 dias de idade; analisando a função ovariana através de abordagens morfológicas e estruturais dos ovários. A partir do 70º dia de vida iniciou-se a coleta diária da secreção vaginal e o controle do ciclo ocorreu até as fêmeas atingirem 150 dias de vida, sendo utilizadas no experimento, apenas as que apresentaram ciclo estral regular. As fêmeas eram sacrificadas às 13h do proestro, em seguido as gorduras intraperitoneal e perigonadal eram isoladas e pesadas, e os ovários após serem removidos eram pesados e preparados para análise histológica. A dieta de cafeteria provocou nas fêmeas tratadas um aumento no peso final, assim como no acúmulo de gordura intraperitoneal e perigonadal; além disso, reduziu o número de folículos pré-antrais e também a espessura da camada das células da teca destes animais. Entretanto, é necessário a realização de mais estudos, para que possamos determinar com clareza quais mecanismos estão envolvidos na relação obesidade-reprodução.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectObesidadept_BR
dc.subjectDietapt_BR
dc.subjectReproduçãopt_BR
dc.subjectCiclo estralpt_BR
dc.titleEfeito da indução de obesidade pela dieta de cafeteria a partir dos 21 dias de idade sobre a estrutura e o desenvolvimento folicular de ratas Wistarpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000753731pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Ciências Básicas da Saúdept_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2010pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Thumbnail
   

Este item está licenciado na Creative Commons License

Mostrar registro simples