Show simple item record

dc.contributor.advisorPapi, Luciana Pazinipt_BR
dc.contributor.authorTrindade, Juliana Marquespt_BR
dc.date.accessioned2020-11-19T04:15:08Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/215158pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho tem por objetivo analisar como a Agenda 2030 encontra estímulos governamentais entre os governos de Lula, Dilma e Temer, que colaboram na implementação de ações no Brasil, uma vez que o cenário político brasileiro está passando por uma mudança de orientação programática com relação aos valores sociais, econômicos e ambientais. Defende-se a hipótese de que os governantes agem conforme os projetos políticos defendidos por partidos e grupos de interesse dos quais pertencem ou que os apoiam e, dessa forma, recursos e ações são investidos refletindo tais prioridades. Para validar a hipótese, a autora analisou, especificamente, o ODS 13 da referida agenda. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa qualitativa lançou mão de uma análise documental, em específico PPAs e LOAs, assim como entrevista a um gestor nacional do Meio Ambiente, que atuou como Assessor Especial do MMA entre os anos de 2008 e 2015, nos governos de Lula e Dilma. A pesquisa revela que há sim uma relação entre política e administração nos distintos governos e que a forma como cada gestão entende o “desenvolvimento” influencia nos estímulos a estas políticas.pt_BR
dc.description.abstractThis paper aims to analyze how Agenda 2030 finds governmental stimulus among the governments of Lula, Dilma and Temer, which collaborate in the implementation of actions in Brazil, since the Brazilian political scenario is undergoing a programmatic change in relation to social, economic and environmental values. It is argued that the rulers act in accordance with the political projects defended by the parties and interest groups to which they belong or support them, and thus resources and actions are invested reflecting these priorities. To validate the hypothesis, the author specifically analyzed SDG 13 of the referred agenda. From a methodological point of view, the qualitative research made use of a documentary analysis, specifically PPAs and LOAs, as well as an interview with a national environment manager, who served as MMA Special Advisor between 2008 and 2015, in the governments of Lula and Dilma. The research reveals that there is indeed a relationship between politics and administration in different governments and that the way each management understands “development” influences the stimulus for these policies.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDevelopmenten
dc.subjectPolíticas públicaspt_BR
dc.subjectMeio ambientept_BR
dc.subjectPoliticsen
dc.subjectMudança climáticapt_BR
dc.subjectGovernmenten
dc.titleAgenda 2030 no Brasil : uma análise das prioridades governamentais para implementar políticas voltadas à ação contra a mudança global do clima (2004-2018)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001119264pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentEscola de Administraçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019/2pt_BR
dc.degree.graduationAdministraçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record