Show simple item record

dc.contributor.advisorSchuch, Patricept_BR
dc.contributor.authorSarmento, Caroline Silveirapt_BR
dc.date.accessioned2020-08-19T03:39:19Zpt_BR
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/212984pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa tem como tema as formas de gestão da maternidade das mulheres em situação de rua e o objetivo principal que norteou o trabalho foi compreender os modos como ocorrem as retiradas de filhos de mulheres com trajetória de rua e quais são os atores envolvidos nesse processo, além do que é produzido a partir dessa retirada e seus efeitos, tanto para as mulheres quando para o Estado. Os procedimentos metodológicos se concentram de modo central na etnografia, desenvolvida com a realização de entrevistas, análise de documentos e acompanhamento de dois casos específicos de judicialização da tutela de bebês com fins de acolhimento. Buscou-se analisar os dados etnográficos a partir do seguinte aporte teórico: tecnologias de governo, com ênfase nas moralidades, interseccionalidade e discussão sobre infâncias, famílias e maternidades.pt_BR
dc.description.abstractThis research has as theme the forms of maternity management of homeless woman and the main objective was understand the ways in which the removals of children of womans with a street trajectory occur and who are the actors involved in this process beyond to what is produced from that removal and its effects, both for women and for the State. The methodological procedures are concentrated on ethnography, developed through interviews, analysis of documents and monitoring of two specific cases on the judicialization of guardianship of babies for reception purposes. Sought to analyze the ethnographic data based on theorical contributions: government technologies, with an emphasis on morals, intersectionality and discussion about childhoods, families and maternities.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAntropologia socialpt_BR
dc.subjectSocial anthropologyen
dc.subjectMaternidadept_BR
dc.subjectGovernment Technologiesen
dc.subjectMulher : Aspectos sociaispt_BR
dc.subjectMoral economicsen
dc.subjectMaternityen
dc.subjectMoradores de ruapt_BR
dc.subjectChildhooden
dc.subjectPolíticas públicas de saúdept_BR
dc.subjectBoca de Rua (Jornal)pt_BR
dc.subjectFamilyen
dc.title“Por que não podemos ser mães?” : tecnologias de governo, maternidade e mulheres com trajetória de ruapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001116011pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Antropologia Socialpt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2020pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record