Show simple item record

dc.contributor.advisorHerrlein Junior, Ronaldopt_BR
dc.contributor.authorDutra, José Augusto Lucaspt_BR
dc.date.accessioned2018-09-20T02:29:55Zpt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/182370pt_BR
dc.description.abstractEstudos sobre o desenvolvimento socioeconômico assumem uma importância fundamental em uma época onde as economias nacionais se encontram em um nível tal de integração, que os efeitos de ordem política e econômica internacionais podem ser devastadores para as nações menos desenvolvidas. A busca do que está por trás das diferenças de desenvolvimento entre as regiões pode auxiliar na construção de ações que visem a reduzi-las. Um dos possíveis fatores que pode responder por estas diferenças é a forma como as estruturas sociais de uma região absorvem os resultados da sua produção. Entende-se que existam determinadas estruturas onde o crescimento econômico se transforma em desenvolvimento socioeconômico de forma mais efetiva do que em outras. Identificar estas estruturas, sua formação e estabelecer um nexo causal entre estas e o desenvolvimento regional, é o foco do presente trabalho. Tomando por base conceitos sobre Capital Social e elementos do pensamento de Celso Furtado relativos ao desenvolvimento sustentado, analisamos de forma comparativa os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina que, conforme demostram os dados selecionados, têm apresentado diferentes vieses de desenvolvimento nas últimas décadas, a fim de buscar indícios desta conexão entre estrutura social e desenvolvimento socioeconômico. De nossa análise, pudemos identificar que alguns elementos da teoria se fazem presentes em maior ou menor grau em cada um dos estados analisados e que parecem respaldar a existência de tal conexão. Por fim, sob a ótica das hipóteses estabelecidas, consideramos que uma mudança nos rumos que parece estar tomando a economia Sul Rio-grandense, implica em alterar a condução de sua política de incentivos à produção e ao desenvolvimento socioeconômico, passando a privilegiar investimentos de melhor retorno social e estruturas com maior homogeneidade da propriedade e da renda.pt
dc.description.abstractSocioeconomic Development studies have been of fundamental importance in a time when national economies are at such a level of integration that international political and economic effects can be devastating to less developed nations. The search for what lies behind the development differences between regions can help in the construction of actions aimed at reducing them. One of the possible factors that can account for these differences is how the social structures of a region absorb the results of their production. We believe that there are certain structures where economic growth can turn into socioeconomic development more effectively than in others. Identifying these structures, their formation and establishing a causal link between them and regional development is the focus of this work. Based on concepts of Social Capital and elements of Celso Furtado's thinking about sustained development, we analyze in a comparative way the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina, which, as the selected data show, have presented different development biases in recent decades, in order to seek indications of this connection between social structure and socioeconomic development. From our analysis, we could identify that some elements of the theory are present to a greater or lesser degree in each of the states analyzed and that seem to support the existence of such a connection. Finally, considering the established hypotheses, we consider that a change in the direction that the economy of estate of Rio Grande do Sul seems to be taking implies changing the conduct of its policy of incentives to production and socioeconomic development, favoring better investments social return and structures with greater homogeneity of property and income.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDevelopmenten
dc.subjectEconomiapt_BR
dc.subjectSocial inequalityen
dc.subjectSocial Capitalen
dc.titleDesenvolvimento socioeconômico : análise comparativa dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina de 1970 a 2015pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001076665pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Ciências Econômicaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2018pt_BR
dc.degree.graduationCiências Econômicaspt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record