Show simple item record

dc.contributor.advisorRodrigues, Jonas de Almeidapt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Renata Schlesner dept_BR
dc.date.accessioned2016-12-23T02:19:22Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/150283pt_BR
dc.description.abstractO objetivo geral desta pesquisa foi avaliar estratégias de treinamento para a utilização do ICDAS, bem como, as técnicas de padrão-ouro utilizadas para validação dos métodos de detecção de lesões de cárie em superfícies oclusais. Para isso, dois estudos foram conduzidos. O primeiro estudo teve como objetivos: (1) avaliar o desempenho de estudantes de odontologia na detecção in vitro de lesões de cárie em superfícies oclusais utilizando o ICDAS após diferentes estratégias de treinamento e (2) avaliar a influência do treinamento de estudantes de odontologia através de um objeto digital de aprendizagem no desempenho em detectar in vitro lesões de cárie em superfícies oclusais utilizando o ICDAS. Já o segundo estudo teve como objetivo avaliar a influência do treinamento do examinador na reprodutibilidade de duas técnicas de padrão-ouro utilizadas para validação de cárie oclusal de acordo com três critérios de classificação histológica. Para o primeiro estudo, sessenta e quatro estudantes de odontologia que não tinham experiência em detecção de cárie através do ICDAS foram selecionados. Inicialmente, estes estudantes realizaram exames in vitro de 80 dentes permanentes para detecção de lesões de cárie em superfícies oclusais de acordo com o ICDAS utilizando apenas uma tabela com a descrição dos sete escores deste sistema. Todos os participantes foram aleatoriamente alocados em três grupos de acordo com a estratégia de treinamento para detecção de lesões de cárie utilizando o ICDAS: G1 (n= 21): e-learning do ICDAS; G2 (n= 22): e-learning do ICDAS + objeto digital de aprendizagem (ODA) sobre o ICDAS; G3 (n=21): nenhuma estratégia de treinamento (controle). Duas semanas depois, os alunos pertencentes ao G1 e G2 foram treinados de acordo com o grupo alocado. Transcorridas duas semanas deste treinamento, todos os participantes reavaliaram os dentes de acordo com o ICDAS. Os dentes foram preparados para validação histológica, na qual foi realizada a avaliação da extensão das lesões de cárie. Os resultados mostraram que na comparação nos grupos entre antes e depois da estratégia de treinamento foram encontrados valores significantemente maiores de sensibilidade e especificidade para G1 e G2, de sensibilidade para o G3 (no ponto de corte D2) e na área abaixo da curva ROC para G2. Na comparação entre os grupos em cada ponto de corte, o G1 apresentou especificidade maior no ponto de corte D3 que os outros dois grupos. Já a sensibilidade do G1 no ponto de corte D2 foi inferior ao G2 e G3. No segundo estudo foi selecionada uma amostra de 210 imagens digitais (105 de hemissecções dentárias sem corante e 105 com corante) de 105 dentes permanentes, além de uma amostra de seis cirurgiões-dentistas (três examinadores treinados para avaliação histológica de hemissecções dentárias e três examinadores da área odontológica, porém sem treinamento para avaliação histológica). Cada uma das 105 imagens digitais com corante e 105 sem corante foi avaliada em um monitor de computador pelos seis examinadores e classificadas de acordo com três critérios de classificação histológica. Cada uma das avaliações foi repetida pelos participantes para que a reprodutibilidade pudesse ser calculada. Assim, 12 exames independentes foram realizados, com um intervalo de 24 horas entre cada um. Para a análise dos dados, os seis participantes foram divididos em dois grupos: G1: examinadores treinados para avaliação histológica e G2: examinadores sem treinamento para avaliação histológica. Nos resultados, a média dos valores de reprodutibilidade intraexaminador no G1 foram superiores ao G2 em todas as variáveis. A reprodutibilidade intraexaminador foi menor para a técnica sem corante em ambos os grupos. Os valores médios de reprodutibilidade interexaminador no G1 variaram de 0,60 a 0,68 e no G2, os valores variaram de 0,34 a 0,69. Os resultados mostraram diferença estatisticamente significante entre as avaliações dos examinadores treinados e sem treinamento em 29,6% dos casos. Com base nos resultados obtidos no primeiro estudo, pode-se concluir que houve uma melhora no desempenho dos estudantes em detectar in vitro lesões de cárie em superfícies oclusais após ambas as estratégias de treinamento, em especial, quando o elearning foi associado ao ODA, visto que melhorou a relação entre sensibilidade e especificidade, além de contribuir no desempenho dos estudantes na detecção de lesões de cárie em todos os pontos de corte avaliados. A partir dos resultados do segundo estudo, concluiu-se que: (1) o treinamento do examinador parece influenciar na reprodutibilidade das duas técnicas de padrão- ouro estudadas; (2) a reprodutibilidade tende a ser menor quando se faz uso da técnica de padrão-ouro sem corante, independentemente do treinamento do examinador e (3) o critério de classificação histológica não parece ter influência na reprodutibilidade.pt_BR
dc.description.abstractThe aim of this study was to evaluate learning strategies for the use of ICDAS, as well as gold standard techniques used to validate occlusal caries detection methods. Therefore, two studies were carried out. The aims of the first study were: (1) to evaluate the performance of undergraduate dental students on ICDAS in vitro occlusal caries detection after different learning strategies; and (2) to evaluate the influence of undergraduate dental students training through a digital learning tool on the performance in detecting in vitro occlusal caries lesions using ICDAS. The second study aimed to evaluate the influence of the examiner's training on the reproducibility of two gold standard techniques used for validation of occlusal caries detection methods according to three histological classification criteria. For the first study, sixty-four undergraduate dental students who had no experience in caries detection using ICDAS were selected. Initially, the students performed in vitro examinations of 80 permanent teeth for the occlusal caries detection according to ICDAS using as guide a table describing all the seven scores of this system. All participants were randomly allocated into three groups according to the learning strategy for caries detection using ICDAS: G1 (n = 21): ICDAS e-learning program; G2 (n = 22): ICDAS e-learning program + digital learning tool (DLT); G3 (n = 21): no learning strategy (control). Two weeks later, students from G1 and G2 were trained according their group. After two weeks, all participants reassessed the teeth according to ICDAS. The teeth were prepared for histological validation, in which the evaluation of caries lesions depth was carried out. The results showed that, in the comparison in the groups between before and after the learning strategy, significant higher values of sensitivity and specificity for G1 and G2, of sensitivity for G3 (at D2 thresholds) and in the area under the ROC curve to G2 were observed. The comparison among the groups at each threshold showed that G1 presented higher specificity at the D3 threshold than the other two groups. The sensitivity of G1 at the D2 threshold was lower than G2 and G3. In the second study, a sample of 210 digital images (105 without coloring and 105 with dye enhancing) were selected from 105 permanent teeth, as well as a sample of six dentists (three trained examiners for the histological evaluation of teeth sections and three examiners of the dental area, but without training for histological evaluation). Each of the 105 digital images with dye enhancing e 105 without coloring was evaluated on a computer screen by the six examiners and classified according to three histological classification criteria. Each evaluation was repeated by the participants so that reproducibility could be calculated. Thus, 12 independent exams were performed, with a 24-hour interval. For data analysis, the six examiners were divided into two groups: G1: examiners trained for histological evaluation and G2: examiners without training for histological evaluation. In the results, mean values of intra-examiner reproducibility in G1 were higher than G2 in all variables. Intra-examiner reproducibility was lower for the dyefree technique in both groups. Mean values of inter-examiner reproducibility in G1 ranged from 0.60 to 0.68 and in G2, values ranged from 0.34 to 0.69. The results showed a statistically significant difference between the evaluations of the trained and untrained examiners in 29,6% of the cases. Based on the results obtained in the first study, it can be concluded that there was an improvement in the students' performance in detecting in vitro occlusal caries lesions after both learning strategies, especially when e-learning was associated with a DLT, since it improves the relation between sensitivity and specificity, besides contributing to the students' performance in the caries detection in all the thresholds studied. From the results of the second study, it was concluded that: (1) the training of the examiner seems to influence the reproducibility of both gold standard techniques studied; (2) reproducibility tends to be lower when using the gold standard technique without coloring, regardless of examiner training, and (3) the histological classification criterion does not seems to influence reproducibility.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectCárie dentáriapt_BR
dc.subjectDental cariesen
dc.subjectDocentespt_BR
dc.subjectDiagnosisen
dc.subjectEducação em odontologiapt_BR
dc.subjectEducation dentalen
dc.subjectReproducibility of resultsen
dc.titleAvaliação de estratégias de treinamento para utilização do ICDAS e de técnicas de padrão-ouro para validação dos métodos de detecção de lesões de cárie em superfícies oclusaispt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.identifier.nrb001008769pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Odontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record