Mostrar el registro sencillo del ítem

dc.contributor.advisorPechansky, Flaviopt_BR
dc.contributor.authorGonçalves, Veralice Mariapt_BR
dc.date.accessioned2016-06-29T02:19:54Zpt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/143067pt_BR
dc.description.abstractAs consequências do uso de substâncias psicoativas na saúde da população mundial são questões de preocupação - a maioria dos problemas dos usuários continua sendo a falta de acesso ao tratamento. Estudos longitudinais buscam identificar desfechos de recaída, mas são de alto custo. Como alternativa, estudos epidemiológicos com bases de dados secundários têm sido implementados em todo o mundo utilizando técnicas de record linkage. No Brasil, tem havido aumento do uso de registros médicos; porém, há pouca literatura sobre seu uso para seguimento de pacientes psiquiátricos, especialmente para estudos sobre usuários de drogas. Há muitos sistemas de informação na área de saúde pública sem um identificador único que possa ser utilizado para localizar um paciente em múltiplas bases de dados, condição de aplicação prática para o uso da técnica. O objetivo desse estudo foi o de produzir informações com base em dados secundários para mapear a trajetória dos usuários de crack na rede de atenção à saúde, utilizando metodologia de record linkage para o seguimento dos pacientes após sua alta hospitalar. Para isso, foi realizada a análise dos dados de atendimento disponibilizados pelos sistemas de informação em saúde pública para identificar a viabilidade de produzir informação para o seguimento dos usuários de crack na rede de atenção à saúde após a sua alta hospitalar. Com a impossibilidade de realizar esse seguimento com os dados disponíveis, a metodologia de record linkage probabilístico foi utilizada para rastrear as hospitalizações de usuários de crack e a continuidade de seu tratamento ambulatorial para estudo de seguimento desses usuários. A parcela da informação pública disponível pelos Sistemas de Informação em Saúde, não permitiu o acompanhamento de usuários entre os dispositivos de atendimento da rede de atenção. Utilizando uma amostra de 293 pacientes em tratamento para o uso de crack em duas instituições foi utilizada a metodologia e localizados 217 pacientes nos dados de internação hospitalar e 180 na base de atendimento ambulatorial; 55% foram identificados como pares verdadeiros na primeira base, enquanto apenas 12% na base de atendimento ambulatorial. Entre os dados hospitalares e ambulatoriais, demonstrou-se que dentre os usuários que realizam tratamento hospitalar, apenas 10 foram atendidos na rede ambulatorial, nesse período. Produzir informação para mapear a trajetória de usuários de crack utilizando as bases de dados dos sistemas de informação em saúde é possível por meio da metodologia de record linkage, como alternativa aos estudos longitudinais desta população de difícil acesso. Este estudo tem especial importância, pois pode contribuir também para a avaliação de programas de tratamento, por meio de indicadores de reinternação, tempos de permanência, curva de sobrevida e outros. A informação é fundamental para a implantação dos modelos de gestão que garantam as intervenções necessárias aos usuários com transtornos por uso de substâncias, especialmente no caso dos usuários de crack.pt_BR
dc.description.abstractThe consequences of use of psychotropic substances on the world population’s health are a matter of concern – most of the problems faced by users is still related to the lack of access to treatment. Longitudinal studies seek to identify these outcomes, but they are expensive. Alternatively, epidemiological studies based on secondary data have been applied worldwide, using record linkage methods. In Brazil, there has been an increase in the use of medical records. However, literature on its use for the follow-up of psychiatric patients, especially for studies on drug users is scarce. In the public health area, there are several information systems without an identification field that enable the location of a patient in multiple databases – which is one of the practical applications of the record linkage technique. The aim of this study was to produce information based on secondary data for mapping crack users pathway in the public healthcare network based on data linkage method, to follow them up after hospital discharge. For this, analysis of public health information systems was conducted to identify the feasibility of producing information for the follow-up of crack users in the network of health care. With the inability to conduct follow-up with the available data, the probabilistic record linkage methodology was used for tracing out crack users hospitalizations and the continuity of outpatient treatment after their discharge. The available public information from National Information Systems does not allow follow-up of patients of the health system across healthcare services, neither the monitoring of the continuation of treatment within the healthcare network. In a sample of 293 patients in treatment for crack use in two hospitals of Porto Alegre/RS; 217 patients were located in hospital admission data and 180 in the outpatient care database; 55% were identified as exact matches in the first database, whereas the outpatient database provided only 12%. Data from both hospital and outpatient care revealed that, among patients who received hospital treatment, only 10 attended outpatient care during the studied period. To produce information to track patient´s pathway is possible by record linkage method as an alternative to longitudinal studies of hard to reach populations. This study is particularly relevant, because it can also contribute to the evaluation of treatment programs, by means of indicators of rehospitalization, length of stay, survival rate etc. The formulation of public policies requires evidences based on information that, up to now, has not been adequately used, particularly that produced by existing Health Information Systems. Information is crucial for the implementation of administration models able to guarantee the necessary care to individuals with disorders resulting from drug use, especially in cases of crack users.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectCocaína crackpt_BR
dc.subjectMedical recordsen
dc.subjectRecord linkageen
dc.subjectUsuários de drogaspt_BR
dc.subjectMétodos epidemiológicospt_BR
dc.subjectHealth information systemsen
dc.subjectEpidemiologic methodsen
dc.subjectSistemas de informação em saúdept_BR
dc.subjectPsychiatryen
dc.subjectRegistros médicospt_BR
dc.subjectDrug usersen
dc.titleMapeamento da trajetória de usuários de crack na rede pública de atenção à saúde com o uso da metodologia de record linkagept_BR
dc.typeTesept_BR
dc.identifier.nrb000991919pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Psiquiatria e Ciências do Comportamentopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2015pt_BR
dc.degree.leveldoutoradopt_BR


Ficheros en el ítem

Thumbnail
   

Este ítem está licenciado en la Creative Commons License

Mostrar el registro sencillo del ítem