Show simple item record

dc.contributor.advisorCastrogiovanni, Antônio Carlospt_BR
dc.contributor.authorMaxlhaieie, Pelágio Juliãopt_BR
dc.date.accessioned2015-11-06T02:38:48Zpt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/128943pt_BR
dc.description.abstractA dissertação versa sobre o patrimônio e desenvolvimento do Turismo no Município de Inhambane (MI) em Moçambique. Por meio da abordagem interdisciplinar, nosso principal objetivo consistiu em estudar os elementos que compõem o patrimônio natural e cultural do lugar, a fim de propor alternativas inseridas no Turismo Criativo que enalteçam a valorização do espaço turístico desde a percepção dos atores/sujeitos do Turismo, nomeadamente: turista e população residente. Com o auxílio do Paradigma da Complexidade, e da unidade entre os princípios dialógico, recursivo e hologramático, nossa trilha investigativa baseou-se na Pesquisa Qualitativa. Primeiramente, realizou-se uma pesquisa bibliográfica e documental, desde as quais foram definidas as categorias e subcategorias operacionais da pesquisa. Na sequência, o trabalho de campo desenvolveu-se por meio da observação sistemática não-participante, de questionários e de entrevistas semiestruturadas, sobretudo, na base da amostragem não probabilística para turistas, e probabilística para os residentes locais. A última fase metodológica consistiu na análise e interpretação de dados, através da triangulação dos métodos descritivo, comparativo e estatístico. Em nossas indagações constatamos que o MI possui uma rica e diversificada oferta patrimonial de ordem natural, - a mais procurada pelos visitantes -, distribuída sobretudo ao longo das praias; e de influência histórico-cultural, localizada principalmente na sua área urbana. É através da apropriação deste patrimônio pelo Turismo que se produz a paisagem turística do MI. Esta paisagem, ao ser contemplada pelo sujeito turista, no momento, apesar de estruturar uma relação de ordem estética e afetiva, resulta ainda de valorações negativas. Cenário similar verifica-se na atitude dos residentes locais face ao desenvolvimento do Turismo. Apesar de apoiarem o Turismo, ao perceberem os benefícios econômicos imediatos, gradualmente, os residentes começam a ter algumas reservas a esse desenvolvimento, por causa dos custos socioambientais gerados pela atividade turística no seu espaço de lugar. Contudo, pensamos que um novo modelo de Turismo deva emergir no MI, que ao ir além das determinações do Turismo industrial, possibilite seu desenvolvimento de forma criativa, sobretudo quanto à preservação do patrimônio do lugar, e quanto à participação ativa das comunidades locais e seus integrantes neste desenvolvimento.pt_BR
dc.description.abstractThis dissertation is about heritage and Tourism development in Inhambane Municipality (IM) in Mozambique. Through an interdisciplinary approach, our aim was to study the elements that compose the place’s natural and cultural heritage, in order to propose alternatives based on Creative Tourism that emphasizes the value of the tourist space, from the perception of the Tourism actors, in particular: tourists and local population. With help of the Complexity Paradigm, and of the unity among the dialogic, recursive and hologrammatic principles, our research trail based on Qualitative Research, with the following methodological procedures. Firstly, a documents and literature review was done, from which the operational categories and subcategories of the research were defined. Following, there was a fieldwork operated by: non-participant systematic observation, questionnaires and semi-structured interviews, above all, based on non-probabilistic sampling for tourists, and probabilistic for the local residents. The last methodological step was the data analysis and interpretation, by triangulating descriptive, comparative and statistical methods. In our investigations, we found that the IM has a rich and diverse heritage supply of natural order - the most popular with visitors - mainly distributed along the beaches; and historical-cultural influence, mostly located in the urban area of the municipality. It is through the appropriation of this heritage by Tourism that the touristic landscape of IM is produced. Although this landscape is structured in a relation between the aesthetic and affective feelings, there are negative valuations. Similar scenario is found in the attitude of local residents towards Tourism development. Although the majority endorses the Tourism development, due to the perceived economic benefits, gradually, residents are beginning to question this development, due to the social and environmental costs it has generated. However, we believe that a new Tourism model should emerge in IM. One that goes beyond the determinations of Tourism development as an industrial model enables a Tourism development as a creative model, especially concerning the place’s heritage preservation, and the active participation of the local communities and their members.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectTourist spaceen
dc.subjectEspaço turísticopt_BR
dc.subjectEspaço geográficopt_BR
dc.subjectTerritorial planningen
dc.subjectLugarpt_BR
dc.subjectLandscapeen
dc.subjectPlaceen
dc.subjectPaisagempt_BR
dc.subjectInhambane municipality (Mozambique)en
dc.subjectMoçambiquept_BR
dc.titlePatrimônio e desenvolvimento do turismo : percepções sobre o espaço turístico do município de Inhambane em Moçambiquept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000975942pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Geografiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2015pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record