Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorRodrigues, André Iriburept_BR
dc.contributor.authorAzevedo, Ana Elizabeth Soares dept_BR
dc.date.accessioned2015-03-11T02:01:13Zpt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/111869pt_BR
dc.description.abstractEsta monografia analisa a presença de manifestações sexistas em 16 imagens da página Pensando Pensamentos, no Facebook, publicadas entre abril e outubro de 2014. Busca-se compreender como se dá o processo de consolidação de um discurso hegemônico na Internet, a fim de identificar e problematizar os tensionamentos com o que foge dessa normatização. Tais tensionamentos se refletem, muitas vezes, em disparidades dentro do ciberespaço, em especial na rede social Facebook. Para isso, pondera-se a propósito das questões de gênero e esclarece-se seus principais conceitos. Logo após, é exposto o conceito de ciberespaço e as novas possibilidades de interação social nele presentes, refletindo-se sobre as perspectivas das formas de expressão e a relação social na Web. O referencial metodológico é uma análise de conteúdo com aspectos da análise de discurso Mediada pelo Computador, em quatro unidades. Conclui-se que as redes sociais oportunizam, de fato, formas alternativas de manifestações sobre gênero e sexualidade, abrindo espaço para o questionamento e, ao mesmo tempo, servindo como cenário para o reforço de declarações reacionárias, tal qual foi identificado na página Pensando Pensamentos. A aceitação do conteúdo misógino e de caráter heteronormativo ali divulgado, exposta nas interações da página, é expressiva.pt_BR
dc.description.abstractThis study examines the presence of sexist manifestations in sixteen images from the Facebok page Pensando Pensamentos, published between April and October 2014. It is seeked to understand how the process of consolidation of a hegemonic discourse on the Internet is concieved, in order to identify and problematize the tensions with the ones that escape this regulation. Such tensions are reflected often on disparities within cyberspace, especially in the social network Facebook. For this purpose gender issues are considered, with its main concepts clarified and the binary division between female and male is problematized. Soon after, it is exposed the concept of cyberspace and the new possibilities of social interaction present in it, reflecting on the prospects of expression and social relationships on the Web. The methodological framework is a content analysis with aspects of Mediated Discourse Analysis by Computer, done in four units. It is concluded that social networks enables, in fact, alternative forms of manifestations of gender and sexuality, making room for questioning and, at the same time, serving as a backdrop to the reinforcement of reactionary statements, as it was identified on the page Pensando Pensamentos. The acceptance of the misogynistic and heteronormative content publicized on the page and exposed in its interactions, is quite impressive.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectGenderen
dc.subjectEstudos de gêneropt_BR
dc.subjectRedes sociaispt_BR
dc.subjectFeminismen
dc.subjectInterneten
dc.subjectSocial networksen
dc.subjectFacebooken
dc.titleLikes para o sexismo: desigualdades de gênero reproduzidas na página Pensando Pensamentospt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb000952765pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Biblioteconomia e Comunicaçãopt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2014pt_BR
dc.degree.graduationComunicação Social: Habilitação em Jornalismopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Thumbnail
   

Este item está licenciado na Creative Commons License

Mostrar registro simples